Brasil: Atualização da programação e correção aos cartazes – 6a Feira do Livro Anarquista de Porto Alegre

Cartaz 6FLAPOA(2)
PROGRAMAÇÃO ATUALIZADA

Quinta 10 de Dezembro, Biblioteca Kaos. Alberto Torres, 185.

19h: Atividade contra o ecocidio em Mariana. Roda de conversa e vídeos sobre as lutas contra as mineradoras.

Sexta 11 de Dezembro, Okupa Semente. João Guimarães, 243.

17h: Abertura da 6 FLAPOA. Montagem das bancas.
18h: Roda de conversa e debate. “Retrospectivas anárquicas em volta da fogueira.”
21h: Musica ao vivo. Klock e Sementeirxs.

Sábado 12 de Dezembro, Okupa Kuna e praça da frente. Av. Osvaldo Aranha, 518
Bancas de livros e materiais anarquistas; teatro, malavares, atividade para criança ao longo do dia.

10h: Videogames Independente.
Menos Playstation Banca & Fliper: videogame amador para levar e jogar no local! Conheça jogos como “Mario Empalado” e “Terror Suburbano no País das Maravilhas”!

12h: Rango. Leva seu prato e sua colher!

13h30: Cartografia Insurgente
Uma oficina sobre representar graficamente através de mapas pontos chaves de controle, segregação, exploração das cidades por parte do estado-capital.

15h: Atividade com Maria

17h: Federalismo anarquista e lutas dos dias atuais
Daremos uma panorâmica do movimento anarquista após década de 1970 discutindo as tentativas organizacionistas e as lutas nas quais anarquistas atuaram e como atuaram. Estabeleceremos análises distinguindo o movimento anarquista das organizações anarquistas dialogando com interpretações e críticas das relações movimento anarquista, organização anarquista, lutas sociais e revolução social. concluiremos apresentando a iniciativa federalista anarquista.

19h: Roda de conversa sobre editoras anarquistas
Roda de conversa contando a história da Deriva, contextualizando a importância das editoras na difusão das ideias anarquistas e lançamento de material em comemoração aos dez anos da Deriva.

21h: Filme: “Los ojos de America” seguido de troca de ideias
Filme sobre a vida de America Scarfo e sua historia de amor com Severino di Giovanni.

Domingo 13 de Dezembro, praça do aeromovél, frente ao gazômetro.
Bancas de livros e materiais anarquistas; teatro, malavares, atividade para criança ao longo do dia.

10h: Atividade sobre Parto Natural

10h: Devir Antipatriacal
Esta instância pretende iniciar os processos necessários de des-construção no pessoal e no coletivo, considerando que a estrutura politico-social hetero-normativa imposta nos afecta a todxs xs que nasceram nesta era antropocêntrica. Assim, entendemos que o Patriarcado é o pilar fundamental que sustenta as desigualdades deste Mundo, CAPITALISMO-DESTRUIÇÃO DA TERRA-RELAÇÕES HUMANAS E NÃO-HUMANAS. Então, DEVENIR afirma a necessidade urgente de introspecção assim como da re-apropriação da vida em todos os planos possíveis, desde o individual ao colectivo, do simples e básico ao mais interior e profundo do nosso “ser”. Como corpo-sujeitxs bio-politicamente assinadxs, nunca saberemos realmente como seria o nosso comportamento em plena naturalidade, por isso esta chamada dirige-se a todxs que sintam a necessidade de se atirar à imensidade do desconhecido. Conspiremos, compartilhemos vidas e experiências,
destruamos-nos a nós mesmxs, aprendendo com os nossos erros, com os nossos sentimentos, questionemos tudo o que esta “normalidade” defende, voltemos a experimentar de forma lúdica, a partir das nossas curiosidades, desejos, medos e vergonhas pois tal como nos domesticaram, através da força do hábito, também poderemos revelarmos-nos e fazer a Mutação da multiplicidade de ser. “Se pensas que és livre, é porque não voaste suficientemente alto oara chocar com as grades” NÃO HÁ PARA ONDE FUGIR …

12h: Rango: Leve seu prato e sua colher

13h30: Dilemas do anarquismo contemporanêo e lançamento do livro Anarquia Viva
Bate-papo com o lançamento do livro “Anarquia Viva”

13h30: Novas fronteiras de controle
O que as políticas de segurança dos estados de Israel, Medellin e Rio de Janeiro tem em comum? Partindo da ideia de arquipélagos carcerários, ou seja a transposição de politicas carcerárias para o meio social, através da militarização e controle do movimento de pessoas dentro de territórios ocupados por potenciais inimigos internos destes estados, traçamos um paralelo onde Medellin e Rio são laboratórios que implementaram estratégias afins às de controle do território palestino.

14h: Lançamento do livro: “Aos nossos amigos e amigas”. Comité Invisível – Edição barata.

15h: O fim da sociedade industrial e o nosso futuro. Mudança climática, radiação, fim da energia barata entre outros problemas e alternativas de ação.

17h: Responsabilização no convive com crianças e adolescentes.

Durante a tarde: Pintada de muros anti-arte coletiva

19h: Okupa KUNA, Av. Osvaldo Aranha, 518. GIGCARTAZ

CORREÇÃO AO CARTAZ

19hs: Okupa KUNA, Av. Osvaldo Aranha, 518. GIG

Com as bandas

Visão feminina
Rap sin Marca
Indefinidxs
Kaotica
Kretina
Ned Ludd
ChoriKumbia
Blatta Knup

Visite nosso blog: http://flapoa.libertar.se

cartaz GIG BRANCO PRETO(1)