Atenas: Passagem do Ano Novo junto às prisões de Korydallos

2015 está a acabar e juntamente com ele termina a data do Dezembro Negro. No entanto, continua em aberto a aposta da insurreição anarquista permanente e a coordenação informal e internacional entre xs que contra-atacam o mundo do Poder.

Enquanto os relógios da sociedade carcerária contam – ao ritmo esmagador de uma rotina miserável – nós conspiramos, perturbando a pacificada normalidade e quebrando  o silêncio ensurdecedor da passividade e esquecimento. Enquanto o poder e as suas instituições se protegem com um equipamento técnico e material cada vez maior – com cada vez mais palhaços e servos a aplaudi-los a toda a hora – pomos nós em marcha os planos ilegalistas insubmissos ácratas pela destruição do existente.

Nesta passagem de Ano — tal como de resto já tem acontecido inúmeras vezes no passado, em paralelo com outros compas, noutras prisões gregas e também no resto do mundo – por todo o lado gritamos o nosso ódio contra toda a forma de cativeiro.  Apoiamos iniciativas semelhantes (chamada internacional pelos familiares-amigxs de presxs e lutadorxs perseguidxs, convocatória da Cruz Negra Anarquista de Londres etc.) para além das manifestações ruidosas junto a centros de detenção e prisões.

O Dezembro Negro ainda agora começou…

Quinta-feira, 31/12/2015, às 23:30 horas, nas prisões de Korydallos.

Anarquistas dentro e fora dos muros de Korydallos blackNo cartaz pode ler-se:

A porta da prisão abre-se e agora já sabe o que tem que fazer – manter a memória viva e não deixar espaço para o esquecimento: não esquecer xs companheirxs que ficaram para trás, retomar os fios da insurreição onde foram cortados, verter o veneno da insubordinação nas redes de reprodução da sociedade capitalista.

Pela insurreição anarquista permanente!
Nenhuma trégua ao Poder e aos seus fantoches!
Por um Dezembro Negro!

Véspera de Ano Novo nas prisões de Korydallos
Quinta-feira, 31.12.2015, às 23:00 horas
Anarquistas dentro e fora das paredes de Korydallos

panoNa faixa pode ler-se: “Véspera de Ano Novo, junto com xs nossxs irmãos/ãs presxs. Concentração junto às prisões de Korydallos. Dezembro Negro”.

em espanhol