Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

Prisões norte-americanas: Fique de olho na Holman

Reportagem da Holman | 27 de Setembro de 2016

Cerca da meia-noite, um prisioneiro foi esfaqueado por um outro prisioneiro, enquanto aquele se encontrava adormecido, na cama. A perturbação ocorreu após o agressor ter corrido para fora do dormitório. Os porcos tinham deixado o prisioneiro no dormitório C – mesmo depois dos presos desse dormitório lhes terem dito, anteriormente, para não deixarem ninguém entrar no dormitório C. Os presos correram atrás do prisioneiro que cometeu o esfaqueamento – que saíu do dormitório, rodeado por um porco que saiu da cabine de controle, tendo lhe sido pedido para aguardar,  e apenas ajudaram a levar o prisioneiro ferido para a enfermaria.

O que você está a ver neste curto clip é um grupo de prisioneiros furiosos que vêem os porcos como facilitadores da violência de uns contra os outros.

Esta é uma reportagem do Mike sobre a prisão Holman.

holmanO Estado não pode esmagar os rebeldes da prisão | 29 de Setembro de 2016

Está a ser relatado por aqui que na semana passada, enquanto estava na prisão o coordenador regional Grantt Culliver – depois de assistir ao funeral do porco que foi esfaqueado aqui a 1 de Setembro e morreu dos ferimentos resultantes – afirmou a vários prisioneiros que traria, por volta de 1 de Outubro, o CERT, o Departamento de Correções “resposta especial” à prisão Holman em Atmore, Alabama. Eles iriam ficar cá durante 90 dias, para procurar na prisão cada faca e cada telefone celular, levando da prisão peça por peça até que descubram todas as armas e telefone.

Trata-se de uma tentativa de intimidação e de mais uma jogada para restabelecer a autoridade e o controle total. O controle sobre seres humanos que foram resistindo e mandando à merda a sua autoridade! Seres humanos que já não aceitam a descrição de que valem menos e de que o Estado tem o direito de punir e usar a violência sem que esta seja devolvida. Não permitiremos mais que as injustiças grosseiras fiquem em branco.

Queremos que todxs lá fora, na prisão ao ar livre chamada mundo livre, se mantenham de olho no que vai acontecendo por aqui. Sabemos que os porcos estão cheios de raiva – pela morte de seu colega às mãos de um prisioneiro e por toda a resistência que aqui surgiu no último ano – e têm /estão a planear o esmagamento da resistência. Fique de olho no Holman e continuem a mostrar solidariedade, através de ação direta.

Nem deuses nem mestres! Morte ao Estado! Viva a Anarquia!

via It’s Going Down

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>