Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

Grécia: Atualizações do segundo dia de greve geral

20 de outubro

21.30 GMT+2  Pelos menos 10 esquadrões da polícia atacaram as pessoas na praça de Exarchia e nas ruas Solomou e Stournari, lançando gases lacrimogénos e ocupando a praça; os bastardos uniformizados cercaram todo o bairro.

Como se esperava, a nova lei financeira foi aprovada: 153 deputados votaram a favor.

20.50 GMT+2 A sessão dos deputados continua ininterruptamente. Toda a área de Syntagma foi totalmente evacuada pela pollícia anti-motim. O trânsito das ruas voltou à normalidade.

O número total de detidos/presos e manifestantes feridos ainda não pode ser verificado (mas os meios de comunicação alternativos informam quase 150 detenções até ao momento.

20.15 GMT+2   Várias perssoas estão cercadas pela polícia à porta da estação de metro de Acrópolis (algumas podem também ter sido bloqueadas no interior.  Neste sítio registaram-se detenções massivas.  Ao mesmo tempo outras equipas policiais cercaram também a paragem de metro de Omonia, invadiram o interior e atacaram as pessoas que estavam lá dentro.

19.20 GMT+2 Depois do cerco da polícia em Monastiraki, as pessoas desceram ao interior da estação do metro e encerraram as portas, com o fim de proteger-se da fúria dos porcos policiais.

Os polícias atacaram também manifestantes, perto das portas da estação de metro Acrópolis onde se registaram três detenções; os três manifestantes foram libertados poco depois, graças à forte presença de pessoas solidárias no lugar.

Neste momento os polícias estão a perseguir as pessoas pelas ruas da zona de Thissio.

18.40 GMT+2 Um homem de 53 anos de idade, que participou na manifestação de hoje, em  Atenas, faleceu.

A  informação confirmada, até ao momento,  segundo os companheiros da rádio live 98FM  que contactaram com os médicos:

O falecido (suposto membro do PAME) foi hospitalizado porque se sentíia mau estar no peito, fibrilhação auricular (arritmia cardiaca) e problemas respiratórios, falecendo debido a um ataque cardíaco.

Confirma-se que o falecido, não apresentava  lesões na cabeça (como se havia informado nos media corporativos, twitter, etc.) e que morreu provavelmente em consequência da inalação de uma quantidade excessiva de gás lacrimogéneo disparado pela polícia grega. Outra razão podia ser a tensão durante a greve. No entanto, só a autópsia poderá explicar as razões exactas.

A polícia atacou os manifestantes em volta da Praça de Monastiraki e também frente aloParlamento, enquanto que a Praça da Syntagma está completamente ocupada pelas forças repressivas durante a última hora (aproximadamente).

17.20 GMT+2 Confrontos contínuos entre manifestantes e as unidades motorizadas de DIAS/DELTA nas partes mais baixas da Syntagma (Ermou, Athinas e nas ruas de Monastiraki, entre outros). Vários milhares de manifestantes reuniram-se na Praça Syntagma, enquanto a maioria das pessoas tentam se reunir em frente ao parlamento, mas ainda estão bloqueadas pela polícia nas ruas laterais.

17.10 GMT+ 2 Os estalinistas do PAME deixaram a Praça Syntagma, guardados pela polícia, enquanto os bastardos do MAT e da polícia motorizada atacam as pessoas indiscriminadamente nas ruas Panepistimiou e Trikoupi. A polícia tem substituído os seus colaboradores estalinistas no seu asqueroso trabalho de proteção do bordel chamado parlamento. A votação da nova lei financeira é esperada em breve.

17.00 GMT+2 O bloco dos estalinistas do  PAME/KNE reagrupa-se e prepara-se para sair da Syntagma.

17.00 GMT+2 Bloco estalinista do PAME/KNE reagrupa-se e  prepara-se para deixar Syntagma.

16.50 GMT+2 Confrontos fortes entre manifestantes concentrados na rua Filellinon que estão tentando voltar à Syntagma e as forças da ordem. Pelo menos um esquadrão da polícia de choque atacou, por trás, os manifestantes que foram dispersados. Os grevistas nas ruas Ermou, Mitropoleos e Filellinon também tentaram várias vezes acercar-se da praça e do parlamento, mas foram novamente repelidos pelos estalinistas.

16.20 GMT+2 Milhares de membros do PAME estão na frente do parlamento.A Polícia retirou-se do fundo da Syntagma e pequenos grupos de anti-autoritários, alguns sindicatos de base e blocos de extrema esquerda tentam entrar de novo na praça, pela parte inferior. A maioria dos manifestantes dos sindicatos ficaram bloqueados nas ruas laterais.

O Ministério das Finanças na rua Mitropoleos é ocupado pelos grevistas.

16.10 GMT+ 2 Uso extensivo de gás lacrimogêneo neste momento em Syntagma. Os stalinistas atacaram os manifestantes que tentaram tomar o lugar.

15.45 GMT+2 Ainda estão presentes manifestantes na rua Amalias em frente ao Parlamento e nas ruas Fillelinon e Mitropoleos mas a praça foi evacuada e cercada pela polícia. Os estalinistas estão a bloquear o acesso.

Deve ficar claro que os membros do PAME e KNE não são comunistas. Eles são informantes estalinistas e colaboradores trabalhando para o regime. Hoje em dia, as forças reacionárias dos estalinistas entregaram mais manifestantes à polícia, como têm feito também em muitos casos, no passado (tal como no ano de 1998). Na Grécia, os “polícias vermelhos” da  juventude estalinista (KNE) são também chamados de KNAT, num jogo de palavras que faz alusão à polícia MAT.

15.20 GMT+2 Vários manifestantes tem sido gravemente feridos (pelo menos 20) e estão a ser transferidos para o centro médico da Praça  Syntagma. Membros do PAME/KNE parecem estar em contato direto com a polícia e estão a entreguar manifestantes à polícia. Os estalinistas, organizados com paus e capacetes, atacaram de novo contra os insurretos. Os últimos estão a resistir e a contra-atacar a polícia e os bastardos da PAME / KNE mas suas forças não são suficientes para combater o ataque coordenado dos órgãos do Poder e dos estalinistas.

Os companheiros estão a fazer um apelo urgente para que se juntem mais pessoas às linhas anti-autoritárias!

15.00 GMT+2 Duros combates na Syntagma com atiros de bombas molotov, bombas de tinta e pedras contra aa multidão stalinista.

14.50 GMT+2 Os membros do movimento “Não Pago”  tomaram posição contra os estalinistas do PAME perto do hotel Grã-Bretanha. Depois, o bloco da Assembleia Anarquista para a Autogestão Social e outros blocos de anarquistas/anti-autoritários   chegaram ao lugar.

Os confrontos começaram quando os manifestantes tentaram chegar ao parlamento. Um grupo de anarquistas atacou as enormes filas estalinistas tentando quebrá-las para chegar na frente do parlamento e expulsar da manifestação esta informal polícia vermelha  do sindicato PAME. Centenas de anarquistas e estalinistas confrontaram-se em lutas corpo a corpo e também atirando pedras, garrafas e dispositivos de fogos de artifício.

Na Syntagma e ao longo da rua Panepistimiou os membros do PAME estavam a gritar maldições contra os manifestantes que não faziam parte do seu bloco, às vezes também lutando com eles.

14.20 GMT+2 Em Atenas, registaram-se seis ou sete prisões na Praça Klathmonos, perto da rua Dragatsaniou (pelo menos três dos detidos são menores de idade) como relatou uma manifestante em direto para a estação de rádio livre 98FM. A mesma pessoa também tentou entrar em contato com a equipe de ajuda jurídica e com a sede da polícia para relatar o fato de que os policias intentaram carregar os detidos com umas garrafas que tinham dentro das suas patrulhas.

Pelo menos mais sete pessoas foram detidas pela polícia motorizada na rua Athinas (perto da paragem de metro de Monastiraki). Muitos transeuntes foram vistos a aplaudir os bastardos políciais!

13.20 GMT+2 Em Atenas, mais uma vez, os estalinistas do sindicato PAME são alinhados frente o parlamento (com as costas viradas para as esquadrões da polícia) e frente à grade de ferro e plexiglas, ao lado do Parlamento, que proíbe aos manifestantes de se aproximar. Membros do PAME, vários com paus e capacetes também solicitaram identidades jornalísticas dos manifestantes, os quais expressaram uma insatisfação crescente.

Em Heraklion, em Creta, os grevistas bloquearam o funcionamento da cadeia de restaurantes fast food Goodys.

Em Mytilene, na ilha de Lesbos, cerca de 400 pessoas participaram na manifestação de hoje. Os próximos passos serão decididos em assembleia geral a ser realizada no edifício ocupado da Periferia.

13.10 GM +2 Em Salónica, os manifestantes, juntamente com o Sindicato dos camareros, cozinheiros e todos os trabalhadores da indústria de alimentos  bloquearam os cafés que estavam abertos na rua Koromila Proxenou apesar da greve geral. Após esta intervenção, os manifestantes foram à rua Iktinou com o mesmo objetivo.

13.00 GMT+2  Em Patras, a manifestação foi bastante decepcionante contando somente com a participação de 1.000 pessoas.

12.30 GMT+2  Os trabalhadores municipais (do sindicato do POE-OTA) foram aplaudidos pelos outros manifestantes ao chegar à rua Filellinon, em direção à Syntagma. Registe-se que os membros do KNE, a juventude do Partido “Comunista”da Grécia (KKE), atacaram outros manifestantes na cidade do noroeste de Ioannina.

12.20 GMT+2 Um grupo de pessoas com bandeiras gregas desfilou desde a rua Ermou até ao Monumento ao Soldado Desconhecido, para desfraldar os seus trapos nacionalistas.

12.00 GMT+2  Um helicóptero da polícia está a voar por cima do bairro de Exarchia. Pequenos grupos de polícias à civil estão disperrsos por todas as ruas do centro de Atenas. Como já foi dito por vários manifestantes, é difícil diferenciar estes canalhas de outros manifestantes, e é fácil ficar atrapalhado, ferido e até detido.

11.40 GMT+2  Os estalinistas do PME já estão na Syntagma. Companheiros informam que aqueles estão alinhados com paus nas mãos para assegurar o carácter reaccionário da sua patética manifestação, enquanto estão a bloquear outros manifestantes que tentam mover-se para a frente do Monumento ao Soldado Desconhecido. Neste momento não há presença policial (pelo menos imediatamente visível). Os estalinistas estão a ponto de se jogar, uma vez mais, o papel da policia.

11.20 GMT+2  Em Atenas, muitíssima gente está concentrada nos Propileos e na praça de Syntagma. As estações centrais do metro (na Syntagma e Evangelismos) permanecerão encerradas una vez mais. O odor das toneladas de gases lacrimogéneos é todavia muito forte nas ruas do centro. (No caso de detenção, os detidos devem dizer en voz alta os seus nomes,  para que os outros manifestantes saibam quens são).

10.30 GMT +2 As pessoas estão a reunir-se nos pontos previstos de concentração antes do começo dos desfiles do 2º dia da greve geral em todo o país.

Em 19 de Outubro, centenas de milhares tomaram as ruas de numerosas cidades gregas (segundo algumas estimativas mais de meio milhão, so em Arenas).

Ontem, os 154 membros parlamentares do partido governante PASOK aprovaram a nova lei de medidas de austeridade, proposta pelo ministro das Finanças, Evangelos Venizelos. Hoje, os deputados votarão a favor ou contra este projecto de lei que aponta para uma maior deteriorização da vida de milhóes.

Os assassinos armados da ditadura democrática, os sindicalistas vendidos, os medias corporativos e todo tipo de fascistas têm tentado suprimir, por qualquer meio, o extravasar da raiva do povo e da revolta social. Resta ver se o povo ira superar o medo e a propaganda corporativa, levantando barricadas de resistência e destroçando os aparatos do Estado e do Capital.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>