Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

Belgrado, Sérvia: Ação em solidariedade con Stella Antoniou e os quatro compas detidos durante as manifestações do 12 de Fevereiro em Atenas

LIBERDADE PARA STELLA ANTONIOU

LIBERDADE PARA OS DETIDOS DO12 DE FEVEREIRO, EM PRISÂO PREVENTIVA

Entre 16 e 22 de Abril de 2012, colocámos faixas junto da embaixada grega e da Fundação Grega para a Cultura em Belgrado como uma ação simbólca em solidariedade com a anarquista encarcerada Stella Antoniou e os quatro compas detidos durante a manifestação do 12 de Fevereiro em Atenas.

O Capitalismo e o Estado demonstraram já que todo o que fazem é somente produzir violência e divisões, miséria, injustiça e pobreza para a maior parte da sociedade e, quantas vezes, privilégios para uma minoria.

Que esperávamos se estamos a depositar as nossas vidas nas mãos de políticos e ideólogos?

Queremos viver e ser livres ou continuar vegetando como soldados de partidos políticos, escravos/as do Capitalismo e da patronal, escravos/as de toda a autoridade, quer seja sérvia, europeia ou de qualquer outro estado?

Em vez de prolongar a miséria da vida quotidiana, eleger o caminho das divisões, enganamo-nos com ideologias e mitos de nacionalismo ou democracia (dos serventes do mesmo amo), agora é o momento de gerar uma resposta comum e atacar aqueles que querem governar as nossas vidas, que nos querem manter na escravidão política e financeira.

Devemos atuar. Devemos rebelarmo-nos. A liberdade não será oferecida. Há uma guerra em curso contra nós, e devemos contra-atacar, em vez de melhorar o mecanismo que nos mata. Mas, para  o fazer, devemos perceber
o que ocorreu na nossa história recente, entender o funcionamento do nacionalismo e da guerra como armas usadas pelas élites locais e as instituições financeiras – o FMI por exemplo – como resposta à luta de classes de cada período e pela reestruturação do Capitalismo, saqueando as sociedades e as nossas vidas, tal e qual a formação de estados-nação na região. Devemos compreender o papel de todos os promotores da democracia e a obediência no período de “paz” do pós-guerra.

A luta pela liberdade só se pode realizar através da autonomia e da auto-organização, longe do Estado e dos seus títeres ou de qualquer influência, com solidariedade e apoio-mútuo, como um dos meios de resistência e prática diária nas nossas comunidades locais.

LIBERDADE PARA TODOS/AS OS/AS PRESOS/AS
NA GRÉCIA, ALBÂNIA E SÉRVIA, OS BANCOS E OS MINISTÉRIOS SÃO OS INIMIGOS

Anarquistas/Libertários/as

Comunicado completo em sérvio 

 

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>