Arquivo de etiquetas: Sérvia

Belgrado: Ações de solidariedade em suporte da luta pela liberdade e autonomia em Afrin

https://vimeo.com/260965926

Recentemente realizaram-se várias ações de solidariedade em Belgrado, em apoio da luta pela liberdade e autonomia em Afrin, parte da Federação Democrática do Norte da Síria (Rojava).

Cartazes e escritos nas paredes apareceram em vários pontos focais da cidade, como o centro cultural turco, para denunciar o lucro não falado que a indústria de armas balcânica está a ter com o recente conflito em Rojava e a submissão política do governo de Vučić. e outros políticos na região dos Balcãs ao AKP ( partido no poder, na Turquia). Além disso, na segunda-feira passada uma faixa foi colocada num edifício na Trg Republike (a praça principal de Belgrado) onde se podia ler: “Parem a invasão em Afrin! Vamos defender a auto-organização contra os estados e o capital!!”

Essas ações destinam-se a apoiar a resistência do povo de Rojava, a defender a sua revolução social que representa uma ameaça ao fascismo expansionista do AKP.
A cumplicidade silenciosa da UE e da ONU na invasão também é mencionada, pois é bem conhecido como várias potências se beneficiam, não apenas financeiramente mas também politicamente, do ataque a Afrin.

Em Belgrado,  como de resto por todo o mundo, a solidariedade revela o lado sujo de uma guerra imperialista perpetuada por esta coligação de forças contra o povo de Afrin e toda a região. Esses atos de dissidência antecipam o dia oficial de ação internacional por Afrin, convocado pelos compas de Rojava para o dia 24 de março.

em inglês l servo-croata-bosniano

Belgrado, Sérvia: Ação no âmbito da semana internacional pelxs anarquistas presxs

belgrado

Como gesto solidário com xs anarquistas presxs, um grupo informal de anarquistas colocou uma faixa onde se pode ler: “Contra o sistema de dominação e subordinação. Contra as prisões e a sociedade que encarcera”. A faixa ficou situada na ponte sobre uma estrada, onde se realizam frequentemente transferência de presxs, próximo da Prisão Central de Belgrado.

Niš, Sérvia: Solidariedade mundial contra a Copa do Mundo

O grupo AFA Niš não mantém o silêncio enquanto o Estado brasileiro estabelece o terror nas ruas. Uma faixa foi pendurada num dos viadutos da cidade, onde se pode ler: “Solidariedade mundial contra a Copa do Mundo – Apoie os motins nas favelas – AFA Niš “.

Enquanto as corporações, os Estados e a mídia promovem a Copa do Mundo, que conduz diretamente à miséria e infelicidade para muitxs (mais de 50.000 famílias foram desalojadas, dezenas de pessoas mortas, centenas de feridos) e dá uma falsa felicidade para aqueles que a observam do seu quarto e torcem pela “sua” equipa, nós chamamos à solidariedade mundial e rebelião!

Força para os irmãos e irmãs que vão às ruas e entram em conflito com a bófia e fascistas – os cães de guarda do capitalismo e do Estado.

Façamos com que a batalha continue, mesmo depois do jogo final (mas esperamos que a final nunca seja jogada).

Apoie a malta furiosa!

FODA-SE A FIFA!

Ação Antifascista Niš

Balcãs: Ações em solidariedade com a rebelião na Bósnia e Herzegovina

Em Fevereiro de 2014, anarquistas e antifascists de Niš, Belgrado, Novi Sad, Skopje, Sombor, Zagreb, Ljubljana e Rijeka levaram a cabo ações em solidariedade com a rebelião recente na Bósnia e Herzegovina.

“Apoiamos a revolta das pessoas na Bósnia e Herzegovina. Sabemos que um grande número dos nossos concidadãos pensam da mesma forma. As pessoas dos dois lados do rio Drina estão com fome, esperamos que os protestos na região vizinha abalem a adormecida Sérvia. Apelamos às pessoas para não se sujeitarem a ser absorvidos no vórtice das histórias nacionalistas e da propaganda suja e a unirem-se contra o inimigo comum: capitalismo e o Estado. Povo trabalhador, vocês estão famintos por causa deles – os parasitas, sanguessugas e ladrões – e não devido a alguém do outro lado do rio, cujo nome nem sequer sabem, e que está na mesma merda que vocês ” afirmou um antifascista em Nis.
(fontes:  blogtipomogo  i  ii)

bgd-683x1024
Belgrado
a) Por uma libertação anacional da B&H. Contra as elites políticas (A).
b) Por uma libertação anacional da B&H. Contra o FMI e o Banco Mundial (A).
[B&H = Bosnia e Herzegovina
bg-ff
Belgrado – ação glbt/queer
a) “Quando a lei se tornar uma injustiça, a resistência torna-se um dever”.
b) “ Você não vê que não são os gays que te estão a foder mas sim o capitalismo..”
c) “Solidariedade contra o fascismo e o terror policial.”
d) “Um só amor para o funcionamento da B&H”.

ljubljana
Ljubljana
a) “Ardendo, ardendo…” [referência à popular canção hip-hop]
b) “Como na Bósnia, então Ljublj(A)na – contra a tirania do capital”
nis
Niš
a) “ Deixa a revolução brilhar nos dois lados do rio Drina – AFA Niš”
b) “Apoia a rebelião popular na Bósnia! – (A)FA Niš”.
c) “Classe trabalhadora contra o capitalismo. Apoia Tuzla – (A)ntifa Niš”.
[AFA = Ação Antifascista]
ns
Novi Sad
a) “ Apoia o povo da B&H, AFA.”
b) “ Apoio para o povo trabalhador da B&H, AFANS.”
c) “ Levanta-te povo! Solidariedade com o povo da B&H, AFANS.”
[AFANS = Ação antifascista Novi Sad

rijeka
Rijeka
a) “ Deixa a B&H ser um exemplo para nós! Rijeka em solidariedade.”
b) “Políticos e magnatas, vocês não têm motivo para dormir calmamente.” ”
c) “Resistência – Rebelião transforma escravos em seres humanos.”
skopje
Skopje
a) Na faixa pode ler-se: Solidariedade.
b) “Solidariedade com o povo da B&H. Morte ao nacionalismo. Uma Balcãs, uma luta.”

sombor
Sombor
“Apoio ao povo trabalhador da B&H. AFASO”.
[AFASO = Ação Antifascista Sombor)
zagreb-455x1024
Zagreb
a) “Luta de classes 2014”
b) “Nem guerra entre povos nem paz entre classes”
c) “A liberdade não é apenas um clube de Tuzla.”
[Liberdade = Sloboda; em Tuzla há um clube de futebol Sloboda]

Além disso, na sequência de um convite através de redes sociais, dois encontros de solidariedade tiveram lugar em Belgrado e Zagreb com a participação de algumas centenas de pessoas oriundas de diferentes espectros (anarquistas, antifascistas, esquerdistas, estudantes, trabalhadores …).

Filme da Bósnia e Herzegovina, com cenas do encontro de solidariedade em Belgrado, Sérvia:

Mais informações sobre eventos na Bósnia e Herzegovina: CrimethInc  iii,

Inglês

Niš, Sérvia: Eleições são uma farsa

As eleições parlamentares na Sérvia realizaram-se a 16 de Março de 2014. Anteriormente – enquanto as massas adormecidas pensavam em qual dos servos do grande capital iriam dar o voto e portanto como praticar o seu “dever cívico” –  o grupo de antifas de Niš apelava a um boicote às eleições, auto-organização, greve e rebelião.

“Fodam-se políticos mentirosos, bófias idiotas, partido dos beija-cús, carreiristas e cidadãos snobes, gangs fascistas e organizações (não)governamentais parasitárias.

Morte ao capitalismo – Liberdade para as pessoas!

Através do combativo movimento de trabalhadores, a liberdade e igualdade!

Seja responsável – não vote, organize-se e faça balançar o barco!”

fonte: blogtipomogo

Niš, Sérvia: “Dêm-nos os requerentes de asilo; podem ficar com a polícia”

Dêm-nos os requerentes de asilo; podem ficar com a polícia

7 de Dezembro de 2013: Desgostosos com o comportamento cada vez mais arrogante da polícia e decepcionados com a atitude racista dos cidadãos para com os requerentes de asilo, alguns libertários propuseram uma troca simples: “Dêm-nos os requerentes de asilo; podem ficar com a polícia” é o slogan escrito numa faixa pendurada num dos viadutos em Niš. Boa atividade dos compas para continuar a luta na sua cidade. Eles provaram mais uma vez que em Niš, Sérvia, o outro lado existe!

Descrição breve das duas referências publicadas em blogtipomogo:

Nos últimos meses, membros da “tropa de élite” de polícia estiveram alegadamente envolvidos na agiotagem, e também na colocação de uma bomba que matou o proprietário de um escritório de câmbio. Um membro da guarda civil de outra cidade matou e queimou duas pessoas porque supostamente lhe deviam dinheiro. Membros da guarda civil foram encontrados a escavar o solo em “propriedades privadas” em busca de ouro, a trabalhar como segurança privada em clubes utilizando recursos da polícia, acreditando-se que estão conectados com a máfia local. Num incidente recente, um membro da guarda civil abriu fogo, a partir de um veículo em movimento, sobre uma mulher porque ela o terá “provocado” pela sua condução lenta …O último incidente relacionado com os requerentes de asilo provenientes da África e Ásia (cerca de 250-300 deles viviam na rua já que não havia lugar para eles na centros de acolhimento) ocorreu quando um grupo de moradores de dois sítios estava a bloquear uma estrada, para protestar contra o fato dos refugiados serem transferidos para barracas no município de Obrenovac (perto de Belgrado). Depois, uma das barracas onde os migrantes deveriam ser acomodados foi incendiada (isso aconteceu à noite, e a pessoa que cometeu o incêndio criminoso mais tarde foi presa). Mais notícias relacionadas em noborderserbia.wordpress.com.

Belgrado, Sérvia: Ação em solidariedade con Stella Antoniou e os quatro compas detidos durante as manifestações do 12 de Fevereiro em Atenas

LIBERDADE PARA STELLA ANTONIOU
LIBERDADE PARA OS DETIDOS DO12 DE FEVEREIRO, EM PRISÂO PREVENTIVA

Entre 16 e 22 de Abril de 2012, colocámos faixas junto da embaixada grega e da Fundação Grega para a Cultura em Belgrado como uma ação simbólca em solidariedade com a anarquista encarcerada Stella Antoniou e os quatro compas detidos durante a manifestação do 12 de Fevereiro em Atenas.

O Capitalismo e o Estado demonstraram já que todo o que fazem é somente produzir violência e divisões, miséria, injustiça e pobreza para a maior parte da sociedade e, quantas vezes, privilégios para uma minoria.

Que esperávamos se estamos a depositar as nossas vidas nas mãos de políticos e ideólogos?

Queremos viver e ser livres ou continuar vegetando como soldados de partidos políticos, escravos/as do Capitalismo e da patronal, escravos/as de toda a autoridade, quer seja sérvia, europeia ou de qualquer outro estado?

Em vez de prolongar a miséria da vida quotidiana, eleger o caminho das divisões, enganamo-nos com ideologias e mitos de nacionalismo ou democracia (dos serventes do mesmo amo), agora é o momento de gerar uma resposta comum e atacar aqueles que querem governar as nossas vidas, que nos querem manter na escravidão política e financeira.

Devemos atuar. Devemos rebelarmo-nos. A liberdade não será oferecida. Há uma guerra em curso contra nós, e devemos contra-atacar, em vez de melhorar o mecanismo que nos mata. Mas, para  o fazer, devemos perceber
o que ocorreu na nossa história recente, entender o funcionamento do nacionalismo e da guerra como armas usadas pelas élites locais e as instituições financeiras – o FMI por exemplo – como resposta à luta de classes de cada período e pela reestruturação do Capitalismo, saqueando as sociedades e as nossas vidas, tal e qual a formação de estados-nação na região. Devemos compreender o papel de todos os promotores da democracia e a obediência no período de “paz” do pós-guerra.

A luta pela liberdade só se pode realizar através da autonomia e da auto-organização, longe do Estado e dos seus títeres ou de qualquer influência, com solidariedade e apoio-mútuo, como um dos meios de resistência e prática diária nas nossas comunidades locais.

LIBERDADE PARA TODOS/AS OS/AS PRESOS/AS
NA GRÉCIA, ALBÂNIA E SÉRVIA, OS BANCOS E OS MINISTÉRIOS SÃO OS INIMIGOS

Anarquistas/Libertários/as

Comunicado completo em sérvio 

 

Sérvia: Os Seis de Belgrado voltarão a ser julgados

Queridxs, compas,

Gostaríamos de informar que em 8 de fevereiro de 2012 haverá um novo julgamento contra quatro membros da Iniciativa Anarco-Sindicalista (ASI) da Sérvia, e de dois anarquistas não afiliados, de Belgrado, como parte de um processo judicial contra os Seis de Belgrado (BG6).

Os seis libertários em Belgrado são acusados de incitar, auxiliar e executar um ataque contra a Embaixada da Grécia em Belgrado, no final de agosto de 2009, em solidariedade a um preso político grego em greve de fome nesta altura (Thodoros Iliopoulos). Imediatamente após o ataque à embaixada, os BG6 (Tadej Kurepa, Ratibor Trivunac, Ivan Savic, Ivan Vulovic, Nikola Mitrovic e Sanja Dojkic) foram detidos e mantidos presos durante os seguintes seis meses, acusados de “terrorismo internacional”. Graças à mobilização maciça de apoio, tanto global como localmente, foram liberados pouco antes da data do julgamento. Em junho de 2010, foram absolvidos completamente, finalmente, pelo Supremo Tribunal em Belgrado, que decidiu que não havia base para um veredito de culpabilidade em qualquer das acusações.

A promotoria apresentou uma queixa, mas a Corte de Apelações não respondeu até o momento em que razões políticas adequadas surgiam. Poucos dias depois dos protestos anti-militaristas contra a cúpula da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), realizada em Belgrado em junho de 2011, onde Ratibor Trivunac foi preso, a Corte de Apelações aceitou a acusação da promotoria e não conseguiu reabrir o caso contra os BG6.

Atualmente, continuam os procedimentos criminais contra sete membros do grupo local de Belgrado da ASI, e todos têm motivação política. A reabertura do processo contra os BG6 pode ser visto apenas como a continuação da repressão do Estado contra aqueles que se opõem à pilhagem e a exploração. Considerando que a Sérvia é uma república de banana periférica, governada por um estrato da burguesia abastada, é mostrado que, nesta fase da luta, a maior força contra o aparelho repressivo do Estado é a solidariedade internacional.

Por isso, chamamos a todos os companheiros e companheiras anarcossindicalistas, sindicalistas revolucionários e anarquistas de luta de classe em todos os lugares para se juntar em um dia internacional de solidariedade com os BG6, organizado globalmente em 6 de fevereiro, em frente às embaixadas, consulados e instituições culturais da República da Sérvia. Os protestos devem levar uma clara demanda pelo final de todos os processos judiciais contra os libertários de Belgrado e o cancelamento das acusações.

A liberdade de nossos companheiros depende em grande parte das atividades do movimento libertário internacional, e estamos convencidos de que a solidariedade internacional mostrará sua força uma vez mais.

Liberdade para os BG6! Morte ao Estado e ao capitalismo!

Secretariado Internacional da ASI

agência de notícias anarquistas-ana
ler também a, b, c

Sérvia: Festival anti-fascista e feira do livro anarquista em Zrenjanin

Nos dias 30 de setembro e primeiro de outubro de 2011 será realizado o quarto festival antifascista de Zrenjanin no seu Centro Cultural. Encorajados pela experiência positiva da organização da feira de livro anarquista dos Balcãs, no ano anterior, decidimos organizar uma nova feira do livro anarquista, integrada no festival deste ano. Desejamos que esta constitua uma oportunidade para consolidar as antigas e estabelecer novas conexões libertárias nos Balcãs e para além deles.

A feira do livro anarquista será realizada no segundo dia do festival, sábado, 1 de outubro. O programa do festival, além da feira do livro, tal como nos anos anteriores, consiste principalmente em debates, concertos, programas infantis, uma exposição e muito mais. Vamos tentar concetualizar o programa deste ano numa maneira que reflita o desejo já expresso de melhoria nas conecções regionais, mas também o desejo de avaliar criticamente os problemas de caráter local. Como isso nem  sempre é uma tarefa fácil e simples, estamos abertos às suas sugestões.

Se quiser mais informações, ou tiver alguma sugestão, contacte-nos: antifazrenjanin@yahoo.com

fonte: zaf.anarhija.org