Atenas: Reindivicação do ataque a uma casa de penhores

Neste sábado, 21 de Janeiro de 2012, colocámos um dispositivo incendiário numa loja de penhores (agiota) na rua Ragavi, na zona de Gyzi. Foi uma resposta simbólica perante a expansão das mavragorites modernas (mercado negro) nos bairros de Atenas, que tiram vantagens do empobrecimento geral e tentam assaltar os companheiros em desespero que lutam para sobreviver.

O surgimento destes vampiros é resultado do mesmo ataque que impõe o depaupuramento das populações e a intensificação da rapina da riqueza social.

Pondere-se a solidariedade e a violência sociais e de classe contra todas as máfias de agiotas, de forma a que possamos contra-atacar a feroz investida que está a provocar a miserabilização das nossas vidas.

fonte

Nota: Em grego o termo “vendedores do mercado negro” traduz-se como “mavragorites”, termo associado aos comerciantes do mercado negro durante a ocupação nazi da Grécia (1940-1944); estes tornaram-se ricos à custa da venda de mercadorias a preços elevados tendo colhido enormes lucros através da exploração de pessoas com fome; eram conhecidos por seu entusiasmo para resolver problemas imediatos de sobrevivência, enquanto a sua vantagem- chave era a colaboração e o envolvimento com as autoridades da ocupação nazi-fascista.