Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

Ilha de Creta, Grécia: Neonazis expulsos de algumas povoações e concentração antifascista

Os neonazis do Amanhecer Dourado tentaram penetrar em várias povoações  da Ilha de Creta, inclusive Amira Viannou. Esta povoação viveu a execução de 114 residentes em Setembro de 1943 às mãos das forças de ocupação nazis. A associação local de sobreviventes do holocausto, juntamente com anarquistas e antifascistas de Heraklion, convocaram um bloco para evitar que os nazis entrassem na povoação. Do mesmo modo os nazis foram bloqueados na povoação de Viannos, o que os forçou a cancelar o seu passeio de propaganda.

Para hoje, 29 de Abril, os neonazis tinham planeado uma concentração ao meio dia na localidade de Nea Alikarnasso, Heraklion. Desde ontem, encontrava-se convocada uma concentração antifascista junto ao ginásio encerrado Melina Merkouri, com o objetivo de impedir a realização da reunião pré-eleitoral dos neonazis.

Desde as 10 h desta manhã (29 de Abril) cerca de 100 anarquistas e antifascistas reuniram-se na praça central de Alikarnassos e marcharam até ao local onde estava previsto que o candidato neonazi falasse. O local estava protegido pela bófia desde ontem à noite, mesmo assim a marcha antifascista tentou aproximar-se o mais possível. Cerca do meio dia, juntaram-se mais pessoas os bloco antinazi, vindos da Praça Eleftherias, local para onde esquerdistas tinham convocado outra concentração antifascista.

A presença da polícia era massiva (6 esquadrões anti-motim e vários à paisana). Finalmente cerca de 50 neonazis – chegados de várias partes de Creta e de Atenas também – assistiram à vomitiva festa pré-eleitoral do Amanhecer Dourado, apoiados pela bófia. Cerca das 13 h, os/as antifascistas saíram do local e realizaram uma marcha até à Praça de Agios Nikolaos. A presença anti-nazi, embora não tenha conseguido cancelar a reunião dos assassinos do Amanhecer Dourado, conseguiu que a zona se mantivesse livre de slogans fascistas e bloqueou a difusão do seu material de propaganda. Para veres mais fotos, clica aqui.

Rizítico, canção popular anti-nazi, dedicada às guerrilhas da Batalha de Creta (em alemão: Luftlandeschlacht um Kreta, 1941).

Fontes: 1, 2, 3, 4

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>