Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

Alemanha: Mensagem de saudações de Thomas Meyer-Falk para a manif de 21 de Dezembro, em Hamburgo

De vez em quando, a resistência termina na prisão.

Portanto, nesta conjuntura: Sinceras e combativas saudações a partir da Casa – Morte de Freiburg. O edifício onde os detidos preventivamente estão presos é chamado casa de morte por aqui.

O Sicherungsverwahrung, a prisão preventiva após a conclusão da sentença, é baseada numa lei nazi de 24 de Novembro de 1933;  um regulamento contra o qual o próprio Kurt Tucholsky tinha lutado.  Os excluídos da sociedade sentem-se, aqui, sem esperança.

Na generalidade, as prisões são lugares onde as pessoas estão a ser armazenadas, exploradas e oprimidas. A sociedade como um todo está refletida no seu interior; a violência, aqui, fica só alguns graus acima.

Manifestações como a atual de Hamburgo são como uma luz ao fundo do túnel. Não só para a sociedade fora destes muros mas, também, dentro dos muros da prisão.

Vamos quebrar as cadeias!

Thomas Meyer-Falk
Skinhead Comunista e Anarquista (RASH)
Prisioneiro de longo prazo, a partir de 1996
Freiburg, Dezembro de 2013.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>