Balneário Camboriú, Brasil: Reivindicação de ataque a Subestação de Energia

Por uma Internacional Negra

Por volta das duas horas da manhã do dia 19 – 20 de janeiro, com a cumplicidade da noite, uivos leais denunciavam-nos, mas os uivos não eram estridentes o suficiente para xs lobos solitários que visitaram a Subestação de energia da CELESC na marginal leste de Balneário Camboriú. A ação é em resposta ao chamado da internacional negra e demarcando o início das atividades do ano. Não tivemos qualquer problema durante o trajeto, pois os porcos estavam se alimentando de alguma coisa durante a Blitz do grupo Tático de operações especiais, e outras viaturas, Guarda Municipal e a Polícia Militar, um dia de grande movimentação da polícia. Estávamos equipados com 2 artefatos explosivos com estilhaços, um deles sem sucesso pois desintegrou-se no ar sem alcançar o alvo e sem nenhum ferido. Já o outro dispositivo, acertou o pátio da Subestação elétrica onde atingiu  um dos transformadores, mas sem muitos danos. Os artefatos foram lançados da passarela (imagem).

Até a completa destruição do existe, do Capital ao Estado!

Liberdade aos combatentes caídos nas mãos do estado, nada ficará impune.

Estamos de olho nos seus atos repressivos carxs militares, e vocês deveriam saber, ninguém e nada é intocável. A cidade de Balneário Camboriú está em constante processo de gentrificação/limpeza social assim como o resto do país.

Que o cheiro da pólvora trilhe caminhos e chegue a todos os compas anarquistas, do Brasil, Portugal, México, Chile, Argentina, Grécia, Espanha, França, UK, Indonésia, Peru, Estados Unidos, Austrália, Turquia, Alemanha e mundo.

Movimento de Desobediência Civil (MDC)
Célula da Federação Anarquista Informal (FAI)