Bruxelas: Ataques à prisão e ao mundo que ela protege – por um Dezembro Negro

bolt-cuttersOriginalmente publicado a 26 de Dezembro

Respondendo através dos actos ao apelo por um Dezembro Negro. Respondendo aos nossos desejos de liberdade. Respondendo pelo ataque contra o que permite que este sistema opressivo e destrutivo perdure.

Durante estas duas últimas semanas pelo menos 5 furgonetas da empresa de construção civil Eiffage sentiram os pneus esvaziados do ar que os enchia.

O ato é simples, rápido e eficaz. Uma pequena faca que se dissimula na manga, um golpe certeiro no lado lateral da roda, e o resultado é um veículo que não chegará a tempo ao trabalho.  Em 30 segundos, seguindo este método, podem ser imobilizados vários veículos. Sabemos que foi destruído um espelho retrovisor – assim como a carroceria foi vandalizada com pintura – a um desses cinco veículos.

Se não entendem porque escolhemos este objetivo procurem mais informação sobre Eiffage – para entenderem melhor o papel desta empresa na construção das prisões e infraestruturas que permitem a continuidade do capitalismo.

O plano para Haren
O plano para Haren

Outro ato veio desenhar um grande sorriso nos nossos rostos.
Estes são os fatos: aproveitando-se a escuridão cúmplice da noite e desfrutando da ausência de segurança – provavelmente devida às “férias” natalícias – alguns/mas decidiram atacar as cercas que delimitam a área da maxi-prisão (que não deixaremos que se construa)

A golpes de cizalha centenas de cercas foram cortadas e retorcidas, abrindo o acesso ao terreno já aprisionado.

A maioria das cercas estão fixas ao solo através de estacas metidas em cimento num buraco no solo (movendo com força as estacas, pode-se abrir espaço entre o cimento e a terra e tirá-las do solo).

Mas uma seção inteira de cercas está fixa apenas com pequenos retângulos, como se vê normalmente para fixar cercas no lugar. Todas estas cercas caíram e podem cair indefinidamente. Se forem fixadas ao solo podem ser cortadas.

Não deixaremos que este sistema continue em pé. Vamos atacar em todos os sítios onde tenhamos oportunidade de o fazer. Pela auto-gestão das nossas vidas. Para tentar salvar o que ainda se pode. Pela liberdade.

Expressamos o nosso apoio tanto às pessoas que lutam na ZAD Haren como aquelxs que lutam fora da área. O nosso apoio também vai para todxs aquelxs que são atacadxs pela justiça dos poderosos. Todo o nosso apoio para xs confinadxs tanto dentro como fora das como prisões. Para xs nossxs cúmplices vai um forte abraço.

em inglês l grego l italiano l espanhol