Sardenha, Itália: Detido o companheiro Paolo durante expropriação – atualização do caso

Na terça-feira, 31 de Outubro,  o nosso companheiro Paolo foi detido juntamente com mais dois cúmplices, imediatamente após o roubo de uma estação de correios, num subúrbio de Cagliari, na Sardenha. Uma vez abandonada a estação de correios tentaram fugir, mas, a infâmia de um transeunte proporcionou informação muito precisa à bófia, tornando a estes possível  interceptá-los, após um cerco, quando já se afastavam num veículo.

Não ofereceram resistência. As roupas e as armas usadas foram encontradas no carro.

Toda a nossa proximidade e solidariedade com eles. Não sabemos porque fizeram esta escolha, embora isso não nos preocupe nem um pouco. Sabemos que quem quer que se organize para privar o Estado e os dirigentes, do que necessitam, faz o correto sempre.

Embora nos desgoste essa gente que se chiba – daquelxs que se organizam e atuam para ter o que necesitam,  roubando-o ao que, por natureza, é o pior explorador do mundo, o Estado  – movida por um “sentido de dever civil” (expressão usada pelo comandante da policía de Cagliari).

Sempre ao lado daquelxs que não dobram.

Atualização: Paolo está na Uta, ele está bem [na cela com um dos dois cúmplices com quem foi preso]. Pede que os selos sejam enviados. Não há nada sobre datas de audiência ou qualquer outra coisa, não parece ter problemas para obter a correspondência.

Para lhe escrever:
Casa circondariale Ettore Scalas,
2 ° strada ovest Z.I. Macchiareddu, 09010 Uta – Itália

em espanhol l inglês