Chamada internacional por solidariedade à Luta Revolucionária

O dia 5 de Outubro foi escolhido como o dia em que o julgamento da Organização Revolucionária Luta Revolucionária irá começar.

Tal julgamento acontecerá na sala de tribunal das prisões Koridallos. Serão julgados oito acusados, que de acordo com uma ordem recente da Corte de Apelação, responderão por participação na organização revolucionária.

Os acusados no caso da Luta Revolucionária são: N. Maziotis, P. Roupa, K. Gournas, Ch. Kortesis, V. Stathopoulos, S. Nikitopoulos, K. K. (foragido), e M. Beraha (esposa de K.Gournas).

Os primeiros três acusados, Maziotis, Roupa e Gournas, foram responsabilizados pela organização e permanecem presos, mas no meio de Outubro, o décimo oitavo mês de período de detenção expira. O resto dos indiciados respondem em liberdade.

Kortesis, Stathopoulos e Nikitopoulos foram soltos recentemente, em termos, da prisão, após duas decisões do conselho dos juízes de apelação, visto que o Supremo Tribunal Federal aplicou primeiramente uma retratação (confissão de erro), e logo após uma outra foi feita que ratificava as decisões dos juízes de apelação.

As acusações de cada indivíduo dizem respeito a crimes contra a constituição e participação em organização terrorista, fornecer a manufatura e possessão de materiais explosivos, explosões, e numerosas tentativas de homicídio.

A Luta Revolucionária foi responsável por vários ataques, entre os quais o ataque através de um lançador de foguetes contra a embaixada americana, no dia 12 de Janeiro de 2007, e o ataque armado contra a polícia na rua Bouboulinas, no dia 5 de Janeiro de 2009.

A Luta Revolucionária é a provável responsável pelos seguintes ataques, todos em Atenas:

5 de Setembro, 2003: Bombardeio no tribunal de justiça.

14 de Março, 2004: Bombardeio numa subsidiária do Citibank no bairro Psychico.

5 de Maio, 2004: Bombardeio numa delegacia de polícia, no bairro Perissos.

29 de Outubro, 2004: Bombardeio de ônibus da polícia.

2 de Junho, 2005: Bombardeio no Ministério do Trabalho.

12 de Dezembro, 2005: Bombardeio no Ministério das Finanças na praça Syntagma, próximo ao Parlamento.

30 de Maio, 2006: Tentativa de assassinato de Georgios Voulgarakis, o então Ministro da Ordem Pública e Ministro da Cultura.

12 de Janeiro de 2007: Ataque com o lançador de foguetes anti-tanque Wasp 58 contra a Embaixada dos Estados Unidos.

30 de Abril, 2007: Tiros contra uma delegacia de polícia no bairro Palaio Faliro.

24 de Outubro, 2008: Bombardeio contra escritórios da Shell no bairro Palaio Faliro.

23 de Dezembro, 2008: Tiros contra um ônibus da polícia anti-motim, próximo à Universidade de Atenas no bairro Goudi.

5 de Janeiro, 2009: Tiros contra a polícia que agia protegendo o Ministério da Cultura no bairro Exarcheia. Um policial anti-motim gravemente ferido.

18 de Fevereiro, 2009: Carro bomba contra a sede do Citibank no bairro Kifissia. A bomba falhou.

9 de Março, 2009: Bombardeio contra subsidiário do Citibank no bairro Nea Ionia.

12 de Maio, 2009: Bombardeio contra subsidiário do Eurobank no bairro Argyroupoli.

2 de Setembro, 2009: Carro bomba causa danos graves contra o prédio da bolsa de valores.

Os três companheiros que se responsabilizaram pelas ações da Luta Revolucionária mostram que lutar pelo que se acredita não é uma tarefa que só a “elite” pode assumir.

Esta luta diz respeito a todxs que sofreram (e sofrem) neste sistema que foi criado para nos controlar. O Estado sabe que ele próprio e as suas instituições são os verdadeiros terroristas, e enquanto não existir ninguém a se contrapôr, não têm nada a temer. É hora de lhes mostrar que estamos fartos disso e atacar de todas as formas possíveis.

SOLIDARIEDADE AOS CINCO ACUSADOS NO CASO DA LUTA REVOLUCIONÁRIA

LIBERDADE IMEDIATA PARA N. MAZIOTIS, P. ROUPA E K. GOURNAS

EM HONRA A TODXS XS GUERREIRXS ANARQUISTAS E AO MEMBRO DA O.R. LUTA REVOLUCIONÁRIA LAMBROS FOUNTAS

SOLIDARIEDADE A TODXS XS GUERREIRXS APRISIONADXS

BOUBOURAS/ACTFORFREEDOMNOW!

pode visitar também: revolutionarystrugglecase

Tradução de Fogogrego