Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

Saint-Etienne, França: Exibição do boxe tailandês popular no 1º de Março

1er-mars-724x1024

Boxe tailandês popular

O esporte em geral e o esporte de combate em particular são meios de expressão individual e coletiva que podem transmitir valores e ideias. Sob a inspiração das Okupas de Turim, Berlim, Madrid ou Paris – que organizam exibições de boxe popular antifascista para encorajar xs militantes a praticar esporte sob uma ótica autogestionária, de respeito pelos outros e de rejeição de ideias odiosas – nós renovamos essa experiência com esta noite de  boxe tailandês popular.

Nós tentamos oferecer oficinas em lugares alternativos, para que todxs possam ter acesso à prática de uma atividade esportiva e para que não esta não seja mais monopólio dos ginásios clássicos ou dos clubes. Naquelas, nós fazemos o nosso melhor para evitar a reprodução dos comportamentos e atitudes presentes na sociedade, e que não nos agradam, a saber: as relações de dominação, as ideias e objetivos racistas, homofóbicos e sexistas, assim como o espírito de competição exacerbado.

Na prática, isto resulta na possibilidade de compartilhar os nossos saberes em matéria de esporte (e de artes marciais, no nosso caso) numa perspectiva onde todo o mundo possa se dedicar de uma maneira ou de outra como ator e não somente como consumidor. Em relação a essa imagem viril e machista – que é muitas vezes associada à prática de um esporte de contato – nós tentamos a destruir mostrando que, no final das contas, o gênero importa muito pouco quando se trata de treinar e aprender a controlar o seu corpo e a canalizar a sua violência.

Nós concebemos o esporte como um aperfeiçoamento de si mesmo no respeito do outro. Nesse sentido, para nós não se trata de esmagar o parceiro, mas de se divertir e partilhar seus conhecimentos para progresso mútuo.

Convergindo para a rejeição das ideias da extrema direita, surgimos de horizontes diversos e variados e nos posicionamos claramente contra toda a forma de racismo. Face aos políticos, partidos e grupos que propagam e colocam em prática essas ideias, organizamos uma resposta mestiça e popular; as oficinas de boxe tailandês representam, por sua vez, uma ferramenta e uma expressão dessa determinação.

A iniciativa do boxe tailandês popular que nós propomos se insere nessa etapa política.

É por isso que nós organizamos uma exibição de boxe pés-punhos no espaço autogerido A Goela Negra em Saint Etienne, no sábado 1º de março de 2014.

Para mais informações, agradecemos que nos enviem um e-mail a boxepopulaire@riseup.net .

Nós os convidamos a participar e a retransmitir a informação, ajudando assim a divulgar a mensagem afim desse tipo de iniciativa se generalizar no movimento alternativo.

Fonte

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>