Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

Contra Info: Rede tradutora de contra-informação

Contra Info é uma rede internacional de contra-informação e tradução, uma infraestrutura mantida por anarquistas, anti-autoritárixs e libertárixs ativxs em diferentes partes do mundo.

As atividades do projeto foram iniciadas no princípio de 2010, em Atenas, visando difundir momentos da guerra social no território controlado pelo Estado Grego em outras línguas e os respetivos momentos do resto do mundo em grego. No entanto, tanto as ações como a sua documentação multilíngue só podem ser eficazmente expressas negando tais restrições territoriais; por conseguinte, abandonada essa aproximação inicial desde 2011, espalhamos traduções mas também material original com referência aos diversos locais, num esforço contínuo para disseminar a ofensiva anarquista polimorfa contra o existente, em qualquer parte do mundo.

Contra Info não é nem uma organização nem um grupo de afinidade política. Xs companheirxs e projetos que participam na nossa rede interagem entre si de uma forma auto-organizada e anti-hierárquica, possibilitando o mais amplo apoio possível às tendências anarquistas e revolucionárias em qualquer dado contexto. Cada participante na Contra Info vem de um ponto de partida diferente, partilhando a sua análise singular e compreensão distinta de uma luta sem fronteiras pela emancipação individual e coletiva de qualquer forma de servidão. Contudo, não somos democratas, nem entendemos os meios da contra-informação como plataformas onde estatistas, patriotas de todos os tipos, jornalistas, ou qualquer tipo de lacaios da dominação podem vomitar ocasionalmente a sua propaganda opressiva. Somos inimigxs declaradxs de qualquer nacionalismo, sexismo, racismo, estatismo, capitalismo, reformismo ou outra percepção autoritária. Somos contra pátrias ou mátrias, patriarcado, religião e o tradicionalismo, contra o sistema tecno-industrial e a exploração, contra o Estado/Capital e a Lei. Lutamos pela demolição da sociedade-prisão, pela solidariedade factual com xs reféns da guerra social, e pela libertação humana, da terra e animal.

Convidamxs todxs a enviar comunicados originais de ação direta, atualizações das ruas, cartas abertas de presxs e lutadorxs perseguidxs, multimédia, cartazes, folhetos e assim por diante. Independentemente de concordarmos profundamente ou discordarmos fortemente com determinadas visões, teremos todo o gosto em espalhar a palavra.

Acreditamos que as diversas ações e opiniões de anarquistas ou rebeldes dignxs em todo o mundo só podem ser expressas sem sectarismos e exclusões. Por isso, independentemente das polémicas que possam estalar a nível local ou internacional entre as várias tendências da anarquia, para nós a contra-informação é uma arma que facilita a coexistência entre indivíduos ou coletivos que revelam uma diversidade da teoria e da prática em direção à liberdade. Além do mais, percebemos as funções dos media da contra-informação de uma forma não centralizada tanto quanto acreditamos que as páginas web devem estar ligadas umas às outras, promovendo uma complementaridade entre elas, e produzindo atividade sob a sua própria responsabilidade, em vez de se tornarem uma versão-cópia umas das outras.

Este projecto complementa e apoia uma rede anarquista mais vasta e projetos irmãos a nível mundial (páginas web, rádios, edições, etc.), objetivando pelo menos um mínimo de comunicação informal entre todxs aquelxs que dedicam a sua energia à contra-informação, para além das fronteiras nacionais e linguísticas.

Os vários blogues da Contra Info constituem um único e mesmo projeto, com particular enfoque na tradução. Desde o início da nossa atividade online, recusamo-nos a divulgar notícias que derivem de fontes corporativas e dos media que expressem a ideologia dominante. Para além disso, não priorizamos o nosso material; quaisquer dinâmicas e fluxo de contra-informação são gerados por iniciativas aleatórias, contribuições consistentes e o interesse particular de participantes ou contribuintes, longe de especializações. Se tivermos conhecimento de ocorrências em primeira mão, tentamos transmitir um conteúdo original. No entanto, na maior parte das vezes, não republicamos textos, independentemente de os considerarmos importantes ou interessantes – isto é, mesmo que queiramos traduzi-los, ou já os tenhamos traduzido em outra língua. Podemos republicar material – sempre mencionando a fonte – apenas se se tiver algo adicional para oferecer na sua difusão ou se sentirmos que uma questão específica não está a ser bem difundida ou é de extrema urgência. Por outro lado, de bom grado postamos textos originais, traduções e outros materiais sempre que os recebamos diretamente, e desde que o seu conteúdo esteja de acordo com as nossas “condições de publicação”. Também apreciamos particularmente quando as pessoas nos enviam textos ou links para nossa informação, mas se os mesmos artigos estão já divulgados noutras páginas da web irmãs, simplesmente não vemos nenhuma razão prática para as reproduzir.

Encorajamos indivíduos, grupos e iniciativas em todo o mundo a nos enviarem os seus comentários e observações, e a apoiarem a nossa rede com a sua participação vital.

As nossas mais calorosas saudações dirigem-se a todxs xs prisioneirxs anarquistas, em todo o mundo, bem como aquelxs que lutam pela liberdade incondicional dentro e fora dos muros, sem nunca se curvarem perante os servos do Poder.

Raiva e consciência!
Contra Info
Março do 2015

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>