Prisões gregas: Informação médica sobre a grevista de fome Evi Statiri

Segundo informação dxs médicxs que examinaram Evi Statiri hoje, 27 de Setembro, em greve de fome desde 14 de Setembro, o seu estado de saúde piorou muito e necessita ser transferida a um hospital exterior. Evi perdeu já 11% do seu peso no início da greve e apresenta, entre outras coisas, palidez intensa, hipotensão ortostática, debilidade e cansaço, para além de ter sofrido já dois incidentes de hipoglicémia durante os últimos 3 dias, sendo o segundo destes suficientemente grave para que a transferissem ao hospital das prisões de Koridallos na madrugada de 27 de Setembro.

Na tarde de hoje, 27 de Novembro,  Evi Statiri foi transferida para o hospital Geniko Kratiko, no bairro de Nikaia. Encontra-se na II Clínica Patológica.

Atualizações à medida que cheguem

espanhol