Comunicação da Comissão EINAP do Hospital Geral Local Nikaia

11/5/2011
Hoje temos assistido ao longo de todo o dia as brutalidades infinitas e inimagináveis ​​utilizadas por ordem do Governo para suprimir qualquer reação saudável dos que resistem aos planos do capital estrangeiro e local e tornar os gregos submissos e servis a esses planos.

Dezenas de feridos – atingidos durante a revolta dos manifestantes pela polícia, de ambulância ou vindo sózinhos ao nosso hospital. A maioria com ferimentos na cabeça. Entre os manifestantes, um de 30 anos que apresenta situação mais grave, entre outros um hematoma epidural enorme. Neste momento na cirurgia, os nossos colegas estão a lutar para salvar a sua vida.

Condenamos a violência policial e a sua arbitrariedade.

Condenamos todos os membros do governo grego e o primeiro-ministro por tentativa de assassinato de alguns dos nossos concidadãos que estão em estado grave e risco de vida, mas também de todos os outros manifestantes.

Condenamos a violência e a repressão contra os povos que estão resistindo corajosamente.

O governo, retirando-nos todos os direitos necessários para a sobrevivência, utilizando a violência brutal que ameaça diretamente a vida dos nossos concidadãos, a única coisa que faz crescer é o ressentimento e fortalecer a decisão que tomámos de lutar até o fim para dar ao nosso povo pão, educação e liberdade.

Não iremos descansar enquanto não se punir os culpados desta tentativa de homicídio! Não descansaremos até ganharmos o direito a tudo para todos!

tradução: liberdade a solta