Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

Freiburg, Alemanha: Reportagem da manif de ambos os lados dos muros da prisão, na véspera de ano novo

102894

Por uma sociedade sem prisões

freib

No princípio da noite de 31 de Dezembro, cerca de 50 pessoas reuniram-se, em frente à prisão local de Freiburg, para expressar a sua solidariedade com o prisioneiro político Thomas Meyer-Falk  assim como com os cativos sociais. Antes tinha sido realizada já uma concentração perto da seção para a detenção preventiva desta prisão (Sicherungsverwahrung).

Uma saudação a Thomas foi a que foi lida em primeiro lugar. A contribuição mais longa foi a seguinte, examinando o pano de fundo deste tipo de “detenção de segurança” após a conclusão da sentença de alguém. A manif dirigiu-se depois para a entrada principal da prisão – com fogos de artifício e entoando palavras de ordem como ” “Liberdade para todxs xs prisioneirxs” e “Não estamos todos, faltam xs prisioneirxs”. A polícia acompanhou a manifestação, a alguma distância, através de alguns agentes.

Uma reunião intermédia teve lugar na praça em frente da entrada principal. O Grupo Anarquista de Freiburg leu alto uma crítica coletiva das prisões, bem como saudações, em diferentes línguas, aos presos. O pessoal da prisão provocou a manif filmando e fotografando, através das janelas da casa da guarda  e do telhado. Os presos reagiram ao barulho do lado de fora, gritando e assobiando.

A manif continuou em direção à estação ferroviária e dissolveu-se à entrada da Wilhelmstraße. Os prisioneiros puderam seguir cada discurso via conferência “ao vivo” da estação de rádio livre de Freiburg Rádio Dreyeckland.

Nas primeiras horas da madrugada ,algumas pessoas atacaram a casa da guarda com pirotecnia. Os prisioneiros acolheram esta ação com alta zombaria.

102900

Em seguida indica-se um excerto de um texto de Thomas Meyer-Falk sobre a manif de ruído na prisão de Freiburg:

Desde as seis da tarde que quatro de nós seguimos a trasmissão ao vivo da manif anti-prisões  pela Rádio Dreyeckland (a estação de rádio não comercial local). Seis coletivos de Freiburg fizeram uma chamada para este evento.
Os melhores cumprimentos e agradecimentos axs organizadores, ativistas, ao pessoal da Rádio Dreyeckland e a todxs aquelxs que se juntaram ao pedido de uma sociedade sem prisões ou, pelo menos, estão abertos para ouvir os argumentos a favor.

Durante os combativos contributos e palavras de ordem, um exemplo estava a ser dado, neste 31 de Dezembro. No seguimento disso, forte conversação e discussão ocorreu entre os cativos sociais e os cativos sob detenção preventiva. Mesmo entre os guardas, a manif foi um tema central de discussão, uma vez que tal atenção aos cativos penais e aos cativos sob proteção da custódia é exibida escassamente.

Devido à construção da secção de detenção preventiva, era impossível sentir ou ouvir “ao vivo” o que estava a acontecer do lado de fora, porque o som se extingue no pátio e não penetra nas celas da prisão. Por isso mesmo, foi muito bom termos podido escutar a Rádio Dreyeckland.

Na ala da custódia penal, as coisas eram diferentes. Os prisioneiros foram capazes de ver os manifestantes a partir dos pisos superiores.

102893102895

fontes: linksunten  freedomforthomas

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>