Berlim: Uma resposta mínima por ontem…

rageA altas horas do dia 24 de Junho – como resposta (mínima) à merda do despejo [da escola ocupada por refugiados] – quebramos os vidros das janelas do piso térreo de um novo edifício de luxo, na rua Simplon.

Todxs xs que são exploráveis têm lugar na cidade capitalista mas todxs xs restantes – sejam sem abrigo (sem-teto) ou refugiadxs – não é suposto terem qualquer espaço, em nada.

Nós não estamos de acordo com isso; força e amor a todxs xs okupas que ainda estão dentro da escola!

Solidariedade agora; direito de permanência para toda a gente e em todos os lugares!

Bófia para o Rio Spree!

Fonte: linksunten