Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

Santiago, Chile: Dispositivo incendiário/explosivo contra santuário católico

Reivindicamos a instalação de um dispositivo incendiário/explosivo numa das entradas do santuário do Movimento Apostólico de Schoenstatt, situado na comuna de La Florida, ação realizada na noite de 15 de Janeiro, dia da chegada do Papa Francisco ao Chile.

Através desta ação reafirmamos o combate contra a autoridade da Igreja Católica, instituição cujos organismos e representantes exercem historicamente a repressão a repressão sobre os corpos, a imposição de papéis e de padrões de comportamento, a manipulação das mentes e o monopólio espiritual castrador dxs indivíduxs.

Cúmplice das matanças, perseguições e genocídios na historia mundial, a Igreja Católica e o seu Papado são um dos pilares do domínio civilizado e do colonialismo no território denominado “América Latina”.

O Movimento Apostólico de Schoenstatt, fundado na Alemanha en 1941 pelo sacerdote José Kentenich – que personalizou o movimento em 1949, no Chile – é se dúvida alguma um enclave de referência do conservadorismo da elite empresarial chilena.

É através da rede de escolas  do Movimento que os Padres de Schoenstatt educam mais de seis mil meninos e meninas no Chile  – utilizando uma matriz de valores repressores da liberdade sexual condenam o aborto e defendem a hegemonia da instituição-contrato do matrimónio heterosexual.

Ligados a este movimento encontramos uma série de personagens desprezíveis  tais como o sacerdote Raúl Hasbún, defensor moral e político da ditadura; o parlamentar José Antonio Kast, defensor da ditadura e dos torturadores, empresário e ex-candidato presidencial de tendência fascista; o empresário Agustín Edwards, dono do diário de direita “El Mercurio”, que rezava no Santuário de Schoenstatt quando um grupo guerrilheiro (FPMR) sequestrou o filho, a princípios dos anos 90; o empresário Felipe Matta Navarro, amigo pessoal do Presidente Piñera e ligado ao negócio das pensões das AFP; os sacerdotes Rodrigo Gajardo, reconhecido pedófilo e, por fim,  Francisco José Cox Huneeus, acusado de abuso sexual de menores, vivendo hoje recolhido num mosteiro.

Para além destes vínculos e de qualquer contexto ou justificação, sabemos que é sempre bom o momento para atacar a tranquilidade dos templos da moral e da autoridade.

Saudamos, através desta ação, o desafio lançado pelxs companheirxs da“Célula Santiago Maldonado”, que a partir de Itália propuseram que se reforçasse os ataques que atentem contra a paz dos representantes e cúmplices do domínio.

Saudamos cada célula e individualidade anárquica que continue a propagar o fogo da sublevação da liberdade.

CONTRA O PODER DA IGREJA E A MORAL CRISTÃ
SOMOS BLASFEMXS ANTES QUE DEVOTXS!
FRANCISCO, NÂO ÉS BENVINDO!
AQUI ESTAMOS EM GUERRA CONTRA TODA A AUTORIDADE

Célula Incendiária Anti-clerical “Hortensia Quinio”
Federação Anarquista Informal / Frente Revolucionária Internacional (FAI / FRI)

espanhol

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>