Grécia: Grupo assume ataque incendiário contra um banco em Tessalônica

Comunicado:

Os fatos são mais ou menos conhecidos. Na segunda-feira 12 de setembro os companheiros Gerasimos Tsakalos e Panagiotis Argirou, após a sua transferência em prisões Koridallos para um contexto típico voltaram para a prisão de Domokos.

Lá, recusando-se a sofrer a humilhação da revista corporal completa forçada, foram atacados pelos guardas da prisão liderados pelo torturador Christos Kliaris.

Os que estão no poder usam todos os meios possíveis para exterminar aqueles que lutaram e continuam a lutar com dignidade por trás dos muros da prisão.

Pessoas que foram, são e serão sempre REVOLUCIONARIXS.

Os instigadores e os autores deste ataque devem saber que os companheiros permanecem impávidos e que com essas ações as coisas vão piorar para eles.

As hostilidades continuam.

Assim, em 19 de setembro,  atacámos, com um dispositivo incendiário composto por 4 litros de mistura inflamável e 3 campingás, contra uma filial do Banco Agrotiki, localizada na rua Papafi, no bairro de Touba,  como  expressão da nossa solidariedade para com os dois companheiros,  mas também como a mínima resposta a dar aqueles que estão prontos para atacar constantemente  xs que estão lutando.

Força para os membros da O.R. CCF, Gerasimos Tsakalos e Panagiotis Argirou e para todxs os presxs politicxs

Para trás colaboradores, para a frente companheiros!

Insubmissos Núcleos de Solidariedade / Frente Revolucionária Internacional / Federação Anarquista Informal

fonte: athens.indymedia.org