Portland, EUA: A 3 de Maio a polícia invadiu uma casa okupa e detém um anarquista. Atualização do caso de Bryan Michael Wiedeman (“Pax”)

Na manhã de 3 de Maio, porcos uniformizados da polícia de Portland, no Estado de Oregón, invadiram uma casa okupa,  situada na avenida 6104 North Mississippi, detendo o anarquista Bryan Michael Wiedeman (“Pax”), de 25 anos de idade, como o suposto autor de uma série de sabotagens a caixas automáticas e sucursais bancárias.

As quatro pessoas que estavam na casa okupa foram retidas durante a invasão, mas libertaram-nas em seguida. Ao compa, que acusavam de 72 delitos graves, impuseram-lhe uma fiança de 360.000 dólares para a sua libertação. A bófia, através do seu anúncio público, deixava em aberto a possibilidade de que houvesse mais detenções durante o processo.

De acordo com o comunicado de um dos ocupas, presente durante a invasão  destruíram o conteúdo da casa que não foi confiscado, ignoraram uma doença de um dos ocupantes que se agravou com a invasão, ignoraram o pedido de falar com advogados…

Numa primeira mostra de solidariedade com os compas vítimas de represálias por esta ronda, 6 caixas automáticas dos bancos Bank of America, First Tennessee, e Wachovia Bank foram sabotados com cola e destroçados na cidade de Memphis, no Estado de Tenessee.

Entretanto criou-se uma página de apoio a Pax, onde se informava dos pormenores da recente operação policial e da perseguição judicial do compa.

Pax apresentou-se, pela primera vez, nos tribunais na sexta-feira 4 de Maio e, após esta sessão, viu serem-lhe retirados 64 dos 72 delitos graves de que o haviam acusado inicialmente. Como consequência, a fiança foi reduzida a 4.000 dólares, em vez dos 360.000 iniciais, sendo possível aos/às solidários/as recolher o dinheiro necessário e Pax estar de novo nas ruas.

Mais atualizações do processo à medida que cheguem.