Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

Atenas: Carta do grevista de fome Yannis Michailidis, no hospital (4/12)

venceremosO companheiro Yannis Michailidis encontra-se em greve de fome desde  17 de Novembro, como forma de solidariedade com o seu companheiro e irmão Nikos Romanos. Atualmente Yannis encontra-se internado sob forte escolta policial no hospital Tzaneio, no Pireu. Segue-se a tradução da sua carta mais recente (4 de Dezembro):

Escrevo estas linhas para expressar a emoção que me provocou a ampla e multiforme mobilização solidária realizada pelxs companheirxs, fora dos muros. Essa mobilização está a superar todas as minhas expectativas, tanto a nível de tamanho, de criatividade, de organização – coordenação como em persistência e agressividade, com ocupações de edifícios estatais e capitalistas de importância crucial, de canais de televisão e rádios, com concentrações e marchas organizadas em quase todas as grandes cidades do território, com ataques às forças repressivas e ataques guerrilheiros de todo o tipo. Porque é o que vence a saudade na minha cela e me faz sorrir, porque na noite de terça-feira não estava preso, encontrava-me entre vocês e sentia o calor das barricadas a arder.Porque seja qual for o resultado, a mera existência desta frente de luta é uma vitória em si mesma, tanto pela sua perspectiva imediata como pelo legado que deixa.

Sei muito bem que xs milhares de companheirxs que se implicaram nesta batalha – iniciada por Nikos – com muitas preocupações mas também com muita determinação, possuem enormes diferenças nas suas percepções e práticas de luta, tanto entre elxs, como também connosco. Mas através da diversidade floresce o crescimento. É este, exactamente, o significado da solidariedade anarquista, conecta sem identificar, une sem homogeneizar. E quando está orientada à ação funciona.

Quando os meios de engano massivo exclamam já que existe um problema de segurança nacional enquanto durar a greve de fome, dou-me conta de que não há luta perdida – o vazio deixado pelos pensamentos destroçados do desespero, provocado pela inércia prolongada da condição asfixiante da prisão, cobre-se de significado outra vez –   a insurreição está sempre a tempo.

Os nossos sonhos serão os seus pesadelos.

A anarquia combativa despertou e ruge.

Nada acabou, tudo começa agora.

SOLIDARIEDADE COM XS DETIDXS DO 2 DE DEZEMBRO

Para Nikos: Aguenta irmão, Fodestes-lhes muito bem a festa, até ao momento. Tu não te rendas, assim serão elxs os que não aguentarão mais . Ficarei a teu lado até à vitória final.

Para Athanasiou, ministro da justiça: Tenho muita fome. Se assassinares Nikos, a única coisa que poderá satisfazer a minha fome é o teu pescoço.

Yannis Michailidis

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>