Carta mapuche para Luca Abbà e NO TAV

Luca, irmão, amigo. companheiro:

Apagaram-se os sóis de verão, desligaram-se os rios das nuvens, os ancestrais da nossa Mapu Nuke que habitam as montanhas e os espíritos libertários que dormem nos cumes do Vale de Susa cuidam do teu sonho.

Do mais profundo dos nossos corações,  elevamos  o nosso canto no sagrado rewe  para que recuperes e voltes novamente para junto dos teus, junto das mulheres e homens de pensamento livre que lutam por uma mãe terra viva e libertária.

Às companheiras e companheiros do NO TAV que tenho gravados nas recordações da minha memória – pela sua solidariedade, dignidade e luta – a nossa solidariedade, nascida do mais profundo das raízes dos pinheiros e dos canelos que protegem a nossa terra.

Luca, irmão, amigo, companheiro
estamos contigo, cruzando os Andes
e nadando nos oceânicos mares
da solidariedade dos povos.

Rayen Kvyeh
poetisa do Coletivo de Poetas e Artistas Mapuche Mapu Ñuke.

Notas
Mapu Ñuke: Terra Mãe.
Rewe: Tótem mapuche utilizado em diversas cerimónias e que serve para se conetarem com o cosmos.
Pinheiros e canelos: árvores sagradas mapuche.

fonte