Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

Grécia, Atenas: 5 compas presos em Nea Filadelfeia

flying-offA partir de Fevereiro — depois de se impôr a prisão preventiva a 4 anarquistas que assumiram a responsabilidade pelo duplo assalto em Velventos, próximo da cidade de Kozani (norte da Grécia)— emitiram-se ordens de prisão contra dois prófugos suspeitos, Fivos Harisis-Poulos e Argyris Ntalios.

No dia 30 de Abril de 2013, cinco pessoas foram detidas na zona de Nea Filadelfeia, Atenas. Entre eles, Fivos e Argyris, que estão encarcerados nas prisões de Koridallos.

Segundo informações de solidários/as, a 3 de Maio, cerca das 9 da manhã, Fivos Harisis-Poulos e Argyris Ntalios teriam uma audiência preliminar como membros de organização criminosa, com o objetivo de cometer assalto, falsificação e resistência à prisão.

Mais tarde, solidários/as informariam que entre os detidos se encontrava Dimistris Hadjivasiliadis, anarquista preso a meados de Fevereiro de 2011, num controlo aleatório da polícia, em Atenas. Permaneceu em prisão preventiva durante 10 meses por “posse de armas com intenção de se abastecer”,  segundo a lei anti-terrorista grega, apesar de não existir algum tipo de prova sustancial. Após esses 10 meses, foi libertado sob fiança em Dezembro de 2011.

Durante a sua custódia na esquadra de polícia de Atenas, Dimitris desafiou os guarda-humanos e estes forçaram-no a estar de pé, durante 12 horas e com as mãos atadas atrás das costas as 24 horas do dia, mesmo na cela. Só conseguiu pôr-se em contato com um/a advogado/a a 2 de Maio. A 3 de Maio o compa também teria a audiência preliminar, com acusações frívolas contra si. Entretanto, Dimitris declarou-se em greve da fome e sede – em resposta às condições da sua detenção, exigindo a sua libertação imediata – que finalizou após três dias, depois de ser libertado.

Os  outros dois compas presos nesse dia, Yannis Naxakis e Grigoris Sarafoudis, mantêm-se detidos, à espera de novos interrogatórios, em Larisa.

Mais tarde, solidários/as confirmaram que quatro anarquistas  se encontram presos na prisão de Koridallos após as detenções no bairro de Nea Filadelfeia em 30 de abril de 2013: Argyris Ntalios e Fivos Harisis (procurado após o duplo assalto de Velventos, próximo de Kozani), assim como Yannis Naxakis e Grigoris Sarafoudis. Os quatro estão acusados formalmente com acusações de “organização terrorista” baseadas em amostras de ADN de diferentes casos de assaltos a bancos.

A direção da prisão dos compas em preventiva, são:

Fivos Harisis-Poulos – Argyris Ntalios Yannis Naxakis  Grigoris Sarafoudis
Dikastiki Filaki Koridallou, à Pteryga, 18110 Koridallos, Atenas, Grécia

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>