Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

Atenas, Grécia: Ataque à granada contra o carro de um guarda prisional

Na terça-feira, 8 de Abril, foi atacado com uma granada o carro (opel Vectra, prateado) do conhecido guarda G. Bardakis, no número 33 da rua Zaimi, em Egaleo. Este ataque é um acto mínimo de memória pelo assassinato do prisioneiro Ilir Kareli.

Kareli, depois de chegar ao limite, tendo sido espancado, electrocutado, atingido com bastões, ensopado em água gelada, torturado e humilhado pelos guardas prisionais, eventualmente “escapou” com a morte, às mãos dos seus torturadores.

Nós sabemos que a sua morte será esquecida em breve. Exatamente como aconteceu com dezenas de mortes esquecidas, e as que irão ser esquecidas no inferno das prisões, por doenças, drogas e desespero. 

Os guardas prisionais assassinos por muito que tentassem lavar o sangue da morte usando cloro, na cela de isolamento, não o conseguiram fazer. Ele permanece lá, uma mancha na parede, para lembrar…que o sangue só é lavado com sangue. 

Agora é a nossa vez…

A noite é nossa amiga e as trevas abraçam-nos. Pegamos nas nossas armas, montamos as motas e vamos à caça. Porque esta noite caçamos guardas prisionais.

Os nossos olhos e ouvidos estão em toda a parte.

Qualquer miserável que levante a mão contra umx prisioneirx, tê-lá-á cortada pela raíz. Quem rebaixe e humilhe prisioneirxs, conhecer-nos-à pessoalmente na sua casa, no ginásio onde vão ou no semáforo enquanto aguardam no seu carro.

Todxs aquelxs que fazem da violência a sua profissão contra xs que estão confinadxs, vão agora ser pagos na mesma moeda.

Enviamos força e saudações a todxs xs prisioneirxs que dentro das prisões apoiem a movimentação contra a legislação fascista para a construção de presídios de isolamento “tipo C”.

Respeito às guerrilhas urbanas da Federação Anarquista Informal. 

Solidariedade e cumplicidade com xs companheirxs anarquistas da práxis que, no domingo 6 de Abril, atacaram a polícia de intervenção, junto à prisão de Domokos.

Pensar revolucionarmente – Agir agressivamente  

Aviso:

Todos os guardas prisionais que tomaram parte na tortura/assassinato de Kareli são agora PROCURADOS.

Avisamos cada um dos guardas prisionais, que não foram detidos, que os seus nomes – que já são conhecidos através da acusação mas também nos círculos dos prisioneiros- já constam numa lista de “eliminação” permanente.

Por muito remota que seja a pequena aldeia onde se possam esconder, qualquer que seja a profissão para onde possam mudar, devem saber que os vamos encontrar e que irão cair na nossa emboscada. 

No que respeita aos guardas/torturadores detidos, eles devem saber que, qualquer que seja a prisão ou a ala prisional de proteção onde acabem por ficar, irão conhecer o seu destino. Todos os prisioneiros estão informados e nós temos amigos em todo o lado. Os seus dias estão contados… (e duros…)

Gangues nihilistas de Vingança

francês

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>