Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

Santiago: Nada já terminou e ninguém está esquecido – caso Security

IMG_6137

IMG_6140

IMG_6152

IMG_6154

IMG_6157

IMG_6158

IMG_6159

IMG_6160

Mais de quatro anos depois da sua detenção, finalmente foram processados ​​e condenados três companheiros, acusados de várias expropriações a bancos e do homicídio de um guardião do poder. Juan Aliste Vega foi condenado a 42 anos, Marcelo Villarroel a 14 e Freddy Fuentevilla a 15. Os três companheiros também foram membros de grupos armados que resistiram à ditadura, continuaram a resistir à mentira da democracia, tendo por isso, estado sob constante perseguição política, que visa silenciar as ideias dos que se rebelam irredutivelmente contra o poder. Também se vincula ao mesmo caso Carlos Gutiérrez Quiduleo, que está atualmente a aguardar julgamento.

É por causa desta situação que decidimos transformar as palavras em ação e fazer da solidariedade um gesto caloroso para aqueles que agora têm de enfrentar a prisão. Respondendo à chamada de agitação feita pelos companheiros, por volta das 23:30, na quarta-feira, 2 de Julho (o dia da leitura da sentença) realizamos um corte de estrada na Avenida General Velasquez perto do 21ª delegacia de polícia da Estación Central, lançamos panfletos e penduramos uma faixa materializando a nossa saudação aos nossos irmãos do Caso Security.

Além da solidariedade com os sequestrados pelo Estado procuramos contribuir para a disseminação das ações insurretas contra o poder e a proliferação de gestos anti-autoritários. Fazemos uma chamada aos diferentes grupos e indivíduxs para multiplicar os ataques nas suas diversas formas e para manter vivo o fogo anárquico da revolta.

Tampouco esquecemos xs outrxs irmaos e irmãs sequestradxs e assassinadxs pelo poder na luta contra o Estado e o Capital. Monica Caballero, Francisco Solar, Tamara Sol Vergara, Mauricio Hernández Norambuena e todxs xs presxs que resistem dignamente nas masmorras do capital.

Claudia López, Jhonny Cariqueo, Mauricio Morales, Zoe e Sebastian Oversluij presentes na memória combativa e na ação insurrecional.

Nada já terminou e ninguém está esquecido. Em guerra constante contra a dominação.

Afins insurrectxs

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>