Itália: Atualizações sobre o processo contra xs compas acusadxs pelo ataque às obras do TAV, em Chiomonte

NO-TAVA 17 de Dezembro de 2014, de pois de uma audiência à porta fechada de 2 horas, o Tribunal Especial de Assize, de Turim, impôs a cada um/a dxs compas Chiara Zenobi, Claudio Alberto, Mattia Zanotti e Niccolò Blasi a pena de 3 anos e 6 meses. O Tribunal decidiu que xs quatro compas – encarceradxs desde 9 de Dezembro de 2013 – eram culpadxs da sabotagem às obras do TAV em Chiomonte, mas absolveu-xs de todas as acusações de terrorismo (em relação aos quais o ministério público tinha pedido uma pena de 9 anos e meio).

A 23 de Dezembro de 2014, soube-se que Chiara, Claudio, Niccolò e Mattia foram postos em prisão domiciliária com todas as restrições, ou seja, ainda que tenham saído da prisão não podem encontrar-se com quem não resida habitualmente na mesma casa que elxs.

Entretanto, xs anarquistas Francesco Sala, Graziano Mazzarelli e Lucio Alberti, detidxs pelos mesmos factos em Julho de 2014, foram transferidos para a secção de alta segurança (AS2) da prisão de Ferrara. A transferência deve-se às acusações de “ataque com finalidade de terrorismo” que o ministério público imputou a Lucio, Francesco e Graziano, há duas semanas.

Para escrever aos 3 compas:

Francesco Sala
Graziano Mazzarelli
Lucio Alberti
c/o C.C. via dell’Arginone, 327, 44100 Ferrara (Itália)