Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

Madrid, Espanha: I Encontro contra o sistema Tecno-Industrial e seu Mundo [26 a 28 de Maio]

Porquê  um “Encontro contra o Sistema Tecno-Industrial” (STI)?
Entendemos o Sistema Tecno-Industrial como uma organização social autoritária, com determinadas características como sejam: hierarquias, autoridade, centralidade, relações sociais mediatizadas pelo mercado e tecnologia, sociedade de massas, controlo social, alienação, imposição da técnica e da tecnologia, vida administrada e gerida, ideologia do progresso, falta de limites e um grande etc…

Tudo isso nos leva a uma vida artificial e totalmente colonizada, em todos os seus aspectos, onde tudo o que é vivo sobre o planeta sofre uma lenta agonia, sendo substituído a cada dia e a cada movimento por máquinas com algoritmos que já decidem e pensam por nós, deixando relegado o humano (ou pelo menos o que resta dele) a um segundo plano. Uma vida onde a programação e a ordem criaram um mundo morto (embora programem o nascimento de meninos e meninas ou outros animais de diferentes espécies) onde o quantitativo e os dados informatizaram a nossa vida, tornando-a virtual, onde já estão planificadas as nossas paixões e desejos (se assim nos quiserem, no melhor dos casos) onde o espontâneo é uma técnica da criação programada e não uma expressão de liberdade estranha ao eficaz e ao eficiente.

E todos os dias vemos como todas estas nocividades nos afectam e se acolhem em todos os aspectos das nossas vidas, ampliando as redes da dominação contra a nossa autonomia. Usamos as ferramentas com que nos brinda sem reflectir sobre as consequências e a hipocrisia deste facto. Vemos como à nossa volta a natureza morre e morremos também nós, a nossa capacidade de decidir, reflectir, sentir, capacidades trocadas pelas comodidades de telefones inteligentes que nos tornam um pouco mais submissos e submissas a cada dia que passa; que deterioram, através de cada novo desnecessário, o avanço da nossa capacidade de construir una vida afastada deste sistema.

Tudo isto ocorre num mundo inundado por nocividades e novas tecnologias que a cada dia que passa colocam outra anilha nas nossas cadeias de escravos e escravas, auto-mutilando-nos e criando extensões artificiais de nós mesmos. Um mundo de aterro que se afoga no seu próprio lixo tecnológico (como acontece já no sudeste da Ásia e em África), onde novas e velhas formas de dominação e do artificial (biotecnologia, nanotecnologia, biotecnologia sintética, robótica, inteligência artificial, reprodução artificial, agroquímica, etc…) se estendem a todos e a cada um dos pontos do planeta (seja terra, ar ou mar) e aos seus habitantes, criando um mundo cada vez mais autoritário e afastado do nosso ideal de liberdade.

Como anarquistas e inimigos e inimigas de toda a autoridade e nocividade,vimos por isto a necessidade de organizar este Encontro. A seguir apresentamos-vos o cartaz e a programação. Sem mais, esperamos ver-vxs.

Toda a informação em
contratodanocividad.noblogs.org
No cartaz pode ler-se:

I ENCONTRO ANARQUISTA CONTRA O SISTEMA TECNO-INDUSTRIAL E SEU MUNDO
wwwcontratodanocividad.noblogs.org

Sexta-feira 26, 19:00: Uma luta contra a nocividade. Exploração mineira a céu aberto. A cargo da Associação Cambalache.

Sábado 27, 12:00: Conversa-Passeio ” A nocividade na sociedade industrial capitalista” a cargo de Negre i Verd

Sábado 27, 17:00: A nova transgenia. A edição de genes, uma ferramenta de dominação cujo objetivo é o controlo da vida. Por Moai.

Sábado 27, 19:00: A criação de uma sociedade artificial e tecno-totalitária, através da convergência das diversas ciências. A cargo de Constantino Ragusa.

Domingo 28, 12:00: Solidariedade e Cumplicidade. à volta da tentativa de ataque à IBM. A cargo de Constantino Ragusa.

Domingo 28, 17:00: Internet e Novas Tecnologias. Ferramentas de Domínio. A cargo de Cul de Sac.

Domingo 28, 19:00: Debate: Estratégia e situação dxs anarquistas perante o sistema tecno-industrial. Pontos do debate na web.

Comida 100% vegetariana – Espaço para distribuidoras – Cartas a presxs – Exposição fotográfica

CONTRA TODA A DOMINAÇÃO, PELA LIBERTAÇÃO TOTAL
O encontro terá lugar nos dias 26, 27 e 28 de Maio no C.S.O. La Gatonera (Madrid)

C.S.O La Gatonera, c/ Valentin Laguno nº 32, Metro Oporto
encuentromadrid2017@riseup.net

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>