Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

[Bielorrússia] Repressão brutal contra anarquistas; Pyotr Ryabov, filósofo anarquista preso por 6 dias, declarou uma greve de fome

[Informação fornecida pelo grupo anarquista Pramen]

A 9 de Outubro, a polícia atacou a palestra de Pyotr Ryabov

Soube-se, por volta das 16h30, que em Grodno, a polícia da Bielorrússia irrompeu numa palestra de Pyotr Vladimirovich Ryabov, a acontecer no “Tsentr Garadskogo Zhytsia” (Bielorrusso – “O centro da vida da cidade”).

Duas palestras do professor catedrático do Departamento de Filosofia da Universidade Pedagógica do Estado de Moscovo, candidato a ciências filosóficas, Pyotr Ryabov (conhecido anarquista) deveria ter lugar hoje em Grodno e em Baranoichi amanhã. O tema da palestra de hoje foi “Pensamento social libertário do último terço do século XX e início do século XXI”.

A bófia prendeu todos os presentes: cerca de 20 pessoas, incluindo o próprio Ryabov. Agora foram levados ao departamento de polícia.

Este é o terceiro ato de uma repressão brutal contra anarquistas na Bielorrússia nos últimos 2,5 meses. Em Agosto, a polícia local invadiu na palestra do anarquista russo e ex-prisioneiro político Alexey Sutuga. A 28 de Setembro a bófia efetuou buscas em duas casas de anarquistas de Minsk, confiscando tanto meios de impressão como eletrónicos.

A 11 de Outubro, o tribunal da cidade de Baranovichi, Bielorrússia, sentenciou o anarquista da Rússia Pyotr Ryabov

Pyotr Ryabov, filósofo anarquista, professor do departamento de Filosofia da Universidade Pedagógica do Estado de Moscovo foi condenado a 6 dias de prisão por “hooliganismo em pequeno grau” [malícia malévola, vandalismo] e “distribuição de materiais extremistas” (estatuto 17.1 e 17.11 do códice de delitos menores da Bielorrússia).

O Tribunal considerou o jornal anarquista bielorrussso “Svoboda ili Smert №6”, publicado em 2007, como material extremista. No entanto, estas foram acusações falsas, o verdadeiro motivo da prisão foi a palestra sobre o movimento anarquista, pela qual Ryabov chegou a Baranovichi. Ryabov foi preso quando regressava a Moscovo, na estação de comboios de Baranovichi, supostamente participaria noutro evento em Moscovo.

Após a sentença, Pyotr Ryabov declarou o início de uma greve de fome.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>