Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

Berlim: Solidariedade com presxs anarquistas na Rússia – “Somos todxs terroristas”

A partir da rua Rigaer enviamos sinais de solidariedade e raiva a anarquistas presxs na Rússia, respondendo à chamada pelos Dias de Solidariedade Internacional com Prisioneirxs Políticxs Anarquistas na Federação Russa, feita a partir daquele território.

Nos últimos tempos soubemos das prisões de antifascistas e anarquistas na Rússia. Já antes, nos meses de Outubro […]

Anarquistas radicais na BUR 2008-2017 [vídeo]

Um pequeno vídeo sobre vários ataques realizados por anarquistas na Bielorrússia, Ucrânia e Rússia (BUR) de 2008 a 2017. Por ataques, queremos dizer destruição ou danos à propriedade do inimigo – edifícios, instalações, carros, equipamentos de construção, objetos, etc.

A resistência militante anarquista continua!

inglês

[…]

[Bielorrússia] Repressão brutal contra anarquistas; Pyotr Ryabov, filósofo anarquista preso por 6 dias, declarou uma greve de fome

[Informação fornecida pelo grupo anarquista Pramen]

– A 9 de Outubro, a polícia atacou a palestra de Pyotr Ryabov

Soube-se, por volta das 16h30, que em Grodno, a polícia da Bielorrússia irrompeu numa palestra de Pyotr Vladimirovich Ryabov, a acontecer no “Tsentr Garadskogo Zhytsia” (Bielorrusso – “O centro da vida da cidade”).

Duas palestras do professor catedrático do […]

Bielorrússia: Endereços de antifascistas sequestrados pelo Estado

Dzmitry Z. e Dzmitry S. foram ambos recentemente transferidos de instituições prisionais. Aqui estão os seus novos endereços:

Dzmitry Zvan’ko 225295 Brestskaya oblast, Ivatsevichi, p/b 20, IK-22, Volchi Nory

Dzmitry Steshenko 225875, Brestskaya oblast Kobrinski r-n, d. Luschiki IUOT № 6

A apelação feita por Dzmitry Zvan’ko’ não foi concedida; a sentença permaneceu a mesma — 5 anos […]