Arquivo de etiquetas: FLA

Alemanha: Nove carros incendiados em Mulheim

9 carros incendiadosÀs primeiras horas do dia 14 de Fevereiro de 2016 deitamos fogo ao cemitério-urbano de Mulheim An Der Ruhr, queimando nove carros – mediante a colocação de dispositivos incendiários artesanais nas suas rodas. Para nós todos os carros são igualmente máquinas tóxicas e repulsivas do sistema industrial-tecnológico e foi assim que acabaram por ser queimados indiscriminadamente – optamos por não definirmos os objectivos numa base limitativa, baseados numa definição abstracta de carros de “luxo”.

Este ataque é um ato de vingança por todxs xs compas não-humanxs esmagadxs nos caminhos do “progresso” humano, tal como por aquelxs cujos lugares e vidas são todos os dias destruídos em nome da produção de carros – produção essa destinada a um prazenteiro e ardiloso funcionamento da sociedade é à acumulação de poder nas mãos das corporações – destruindo os nossos lugares de vida, o meio natural.

Escolhemos para agir o dia anterior à data fixada inicialmente para o julgamento pela intenção de fuga da Conspiração de Células de Fogo (Núcleo de Membrxs Presxs) – para estarmos junto a elxs, até que todas as prisões sejam só cinzas e ruínas e todxs xs compas humanxs e não-humanxs sejam livres.

Enviamos também as nossas saudações, amor e raiva a Mónica Caballero e a Francisco Solar acusadxs de bombardeio de duas igrejas em Espanha e cujo julgamento está marcado para 8, 9, e 10 de Março.

Este é um gesto de cumplicidade na guerra de libertação total.

Avancemos com a rejeição violenta da civilização e seus valores.

Até que todos sejamos livres!

Wildfire Cell (Célula Fogo Selvagem) – FLA/FLT/FAI

em espanhol

Estado espanhol: Libertação de coelhos em Barcelona

https://www.youtube.com/watch?v=Pm3nXXswdE4

Nos últimos anos em Espanha, mais concretamente na Catalunha, a criação de coelhos viu-se muito afectada pela crise e muitas granjas fecharam, durante os últimos 5 anos.

Várias vezes nos temos observado a vigiar possíveis objectivos que, ao acercarmos-nos para verificar a segurança do centro, vimos estarem abandonados.

Do mesmo modo, também se pode comprovar que as acções pela Libertação Animal decresceram no Estado Espanhol desde que começou a dita crise. Isto provavelmente deve-se à falta de recursos das pessoas que tomam parte nesta luta assim como à migração para outras lutas, por parte de muita gente.

Mas, a 20 de Setembro de 2015, saímos da nossa letargia temporal e nessa noite dirigimos-nos a uma granja de criação de coelhos, situada na província de Barcelona, e libertámos 20 dos animais que lá havia.

Nesta acção foram 20, mas esperamos que cheguem mais acções, nas quais possamos libertar muitos mais e fazer mossa nesta indústria assassina. Acreditamos ser este um momento perfeito para assestar golpes para façam ruir de uma vez por todas uma indústria que sobrevive a duras provações desde há vários anos.

Estamos conscientes de que isto depende da nossa capacidade organizativa e da nossa determinação mas, como tem ocorrido noutros sítios onde se puseram em marcha campanhas efectivas, podemos fazer fechar as poucas granjas que restam actualmente.

Dedicamos esta acção aos/às anarquistas que têm sido reprimidxs pelas operações “Pandora”, “Piñata”, assim como aos/às presxs acusadxs de pertencer ao “Comando Mateo Morral”.

Também enviamos um caloroso abraço a Evi Statiri, que no momento de escrever estas linhas finalizou uma greve de fome devido às autoridades gregas terem aceite a sua libertação da prisão.

PELA LIBERTAÇÃO HUMANA E ANIMAL

FLA – A família Javali, a Doninha Fedorenta e a Coruja

em espanhol

Dublin, Irlanda: Ação directa contra a indústria peleira

No dia 11 de Outubro de 2013, de noite, a Frente de Libertação Animal visitou a escória peleira na cidade de Dublin, atacando os negócios assassinos de Barnardo Furs, Rohu Furs, Paula Rowan e Sydney Vards. As fechaduras das lojas foram sabotadas com cola e suas janelas e persianas foram pichadas com a frase “escória peleira”.

Não vamos parar até fechá-las!

À espera do próximo ataque,
FLA Irlanda

fonte