Arquivo de etiquetas: ocupa

Atenas: Ataques incendiários durante 3 dias

15 de Janeiro de 2013

Cada vez que nos atacam, devemos contra-atacar.

Expulsam-nos dos nossos edifícios, aprisionam os nossos companheiros e atacam as nossas manifestações. Queimámos os vossos escritórios, os vossos bancos e os vossos serviços.

Reprimem o movimento subversivo e radical para «vender» a paz, a ordem e a segurança.

Lançam ataques contra nós, porque querem namorar o vosso eleitorado de extrema-direita, que vos deixa para se juntar à Chrissi Avgi/Amanhecer Dourado, para lhe mostrar que vocês também são fascistas.

Tentam manter a vossa dominação investindo no tratamento da «ilegalidade». Apenas nos combatem para ocultar os vossos ignóbeis escândalos, a vossa corrupção e tachos.

Condenam a violência, enquanto reduzem populações inteiras à miséria. Prevemos o fim do vosso mundo.

Já alicerçámos as fundações da nossa civilização e estamos continuamente a crescer. Não queremos ter nada a ver com a podridão dos vossos valores. Solidariedade, liberdade, igualdade. Eis os nossos princípios. Tirem as patas dos nossos projetos e dos nossos companheiros. Os vossos esforços para travar a nossa expansão cairão em orelhas de surdos. Foi revelado na manifestação de sábado 12 de Janeiro, foi revelado nas noites flamejantes anteriores a este dia.

Reivindicamos a responsabilidade destes três dias de ataques incendiários (sexta/sábado/domingo 11-13/01):

Nas sedes das seguintes organizações:

As sedes do partido Nea Dimokratia em Dafni, Halandri, Glyfada, Argyroupoli e Kypseli; A sede do partido PASOK em Glyfada; Os escritórios da Companhia Pública de Eletricidade em Menidi.

Nas caixas de multibanco de sucursais bancárias :

Em Vyronas (dois multibanco no mesmo bairro), Nea Smyrni, Neo Iraklio, Kaisariani (dois multibanco no mesmo bairro), Kypseli, Papagou e Drapetsona (dois multibanco no mesmo bairro).

– Em duas sucursais bancárias em Kaisariani

– Num carro de corpo diplomático em Elliniko

– Num veículo dos Correios Helénicos (ELTA) em Ilion

– E finalmente, numa mota de bófia em Zografou.

Solidariedade com os ocupas de Villa Amalias, Skaramaga e Lelas Karagianni, assim como com os companheiros perseguidos.

Atenas: Assalto da polícia na Ocupa Lelas Karagianni 37

Na faixa acima lê-se: “O FASCISMO NÃO DEVE PASSAR. NO PASARAN!” e no outro abaixo: “24 ANOS OCUPA LK37”

Em 15 de Janeiro, por volta das 12.00, a polícia invadiu a mais antiga ocupa anarquista da Grécia, Lelas Karagianni 37. Solidários/as e vizinhos reuniram-se na Praça Amerikis e depois em frente à ocupa, tentando evitar o despejo. Vários companheiros/as subiram ao telhado do edifício cantando slogans, tendo sido apanhados/as pela polícia. Dois solidários/as foram agredidos por polícias na rua e detidos também. Pesadas forças repressivas foram colocadas no centro da cidade e ainda um helicópetero da polícia. Logo a seguir, mais pessoas se concentraram perto da ocupa. Uma reunião foi convocada para as 15.00 fora da sede da polícia, na avenida Alexandras, em solidariedade com os 14 okupas que foram presos dentro da Lelas Karagianni, e uma discussão foi anunciada para as 19.00 na Politécnica de Atenas (entrada pela rua Stournari).

Todos os/as companheiros/as detidos/as foram libertados/as por volta das 17.00, a polícia abandona a ocupa tendo a Lelas Karagianni sido entretanto reocupada!