Contato

Para contribuir com traduções, edições-correções e/ou materiais originais para publicação tais como atualizações a partir das ruas, reportagens de ações, comunicados de reivindicação, textos dxs companheirxs presxs ou perseguidxs, chamadas, brochuras, artigos de opinião, etc.: contrainfo(at)espiv.net

Prisões gregas: Kostas Gournas e Dimitris Koufontinas declaram-se em greve de fome

Nós, Kostas Gournas [membro condenado da Luta Revolucionária] e Dimitris Koufontinas [membro condenado da 17 Novembro], presos políticos, iniciamos desde hoje, 2 de Março de 2015, uma greve de fome nas prisões de tipo C de Domokos.

Lutamos pela abolição dos artigos 187 e 187A do código penal e de toda a legislação especial de medidas de emergência, através das quais o Poder procura criminalizar e exterminar os seus inimigos políticos.

Lutamos pela abolição dos tribunais especiais – tribunais marciais de emergência, esta fábrica de aniquilação dxs novxs lutadorxs, com composições especiais de juízes, as leis anticonstitucionais especiais, o uso especial, anti-científico e nocivo, de provas como o ADN e a fabricação de provas de incriminação.

Lutamos pela abolição de todas as leis repressivas contra manifestantes e mobilizações populares.

Exigimos a abolição imediata das prisões do tipo C que são o símbolo do regime de excepção para os presos políticos e o símbolo de amedrontamento da sociedade que resiste.

Exigimos a libertação imediata de Savvas Xiros, que o Poder tem vindo a aniquilar há 13 anos, de forma metódica e vingativa, causando danos irreparáveis à sua saúde: o grau de incapacidade de Savvas Xiros, de acordo com dados oficiais, já chegou aos 98%.

Visto que a repressão é a outra face da austeridade, a luta do movimento popular contra a austeridade é inseparável da luta contra a repressão, especialmente contra o regime permanente de medidas de excepção. Devido a isto, pedimos o apoio de toda a sociedade em luta.

Através desta luta dos presos políticos, mobilizações e greve de fome, procuramos enviar uma mensagem de resistência ao povo grego: somos nós e apenas nós que devemos tomar nas mãos de forma unificada e decisiva o nosso futuro, assumindo os custos das nossas escolhas. Este é o nosso dever para com a nossa dignidade e com as gerações vindouras.

É ATRAVÉS DA LUTA E SÓ DELA QUE A ESPERANÇA SURGE

Prisões tipo C de Domokos
2 de Março de 2015

Kostas Gournas
Dimitris Koufontinas

espanhol

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>