Arquivo de etiquetas: Arta

Grécia: Mais demonstrações de apoio ao anarquista preso Antonis Stamboulos

Uma recompilação de ações solidárias com o anarquista preso Antonis Stamboulos, que se encontra em greve de fome e sede desde 6 de Outubro, exigindo a sua transferência imediata às prisões de Koridallos, em Atenas, a partir da de Larisa, onde se encontra recluso, actualmente:

Intervenção solidária a 5 de Outubro, realizada por um grupo de 30 compas, no bairro onde se encontra a casa dos pais de Antonis Stamboulos (onde tinha havido uma incursão policial) em Marousi, Atenas.

triandria_salonica

Faixa na zona de Triandria, em Tessalónica, onde se lê: “Não estejam à espera que nos  curvemos. Solidariedade com o revolucionário Antonis Stamboulos”

ASOEE

Faixa colocada a 8 de Outubro na entrada da universidade ASOEE, na rua Patision, em Atenas, onde se lê: “Força a Antonis Stamboulos, em greve da fome e sede desde 6 de Outubro. Contra as ilusões estatais”

veikou

Faixa de 15 metros colocada a 9 de Outubro, numa ponte na Avenida Veikou, em Atenas, onde se lê: “O Estado e o Capital são os únicos terroristas. Solidariedade com o anarquista Antonis Stamboulos, em greve da fome e sede. Manifestação a 11 de Outubro a partir da Praça de Monastiraki, às 12:00″

koridalos-9oct

Concentração na Direção de Transferência de Presos, em Koridallos, e caminhada solidária junto das prisões para homens e das prisões para mulheres, realizada na manhã de 9 de Outubro.

petralona_athens

Faixa solidária colocada a 9 de Outubro numa ponte na Avenida Hamosternas, onde se lê: “Solidariedade com o anarquista Antonis Stamboulos, em greve de fome e sede. Manifestação a partir da Praça de Monastiraki, a 11 de Outubro, às 12:00″

Intervenção anarquista a 9 de Outubro na rádio Kokkino 105,5, onde se interrompeu o programa e foi lido um texto contra-informativo sobre o caso.

kavala1

kavala2

Faixas solidárias dxs compas do Ateneu Autónomo de Kavala, colocadas a 10 de Outubro. Na primeira faixa pode ler-se: “Não permitiremos que os lutadorxs sejam esmagadxs pelos cabrões das unidades antiterroristas e políticos. Antonis Stamboulos, em greve de fome e sede desde 6 de Outubro¨. Na segunda pode ler-se: “Solidariedade com Antonis Stamboulos, em greve da fome e sede desde 6 de Outubro¨

arta

Intervenção solidária a 10 de Outubro na cidade de Arta, com folhetos, cartazes e uma faixa onde se lê: “Solidariedade com o anarquista Antonis Stamboulos, em greve de fome e sede. Nem um milímetro de terra ao inimigo de classe”

facultad-medica

Faixa solidária colocada a 10 de Outubro na Faculdade Médica em Atenas, onde se lê: “Solidariedade com Antonis Stamboulos, grevista de fome e sede”

Concentração na Direção de Transferência de Presos, em Patras, por um grupo de 30-40 compas, na manhã de 10 de Outubro.

Ocupação simbólica da sede da ESIEA (União de Jornalistas dos Diários de Atenas) por um grupo de compas, na manhã de 10 de Outubro.

Para além disso, no dia 8 de Outubro, a Rede de Lutadorxs Presxs  emitiu um breve  comunicado em solidariedade com Antonis Stamboulos, enquanto que a 9 de Outubro se tornou público outro texto, assinado pela Iniciativa de Presos, a partir do módulo A das Prisões de Koridallos, em apoio ao compa em greve da fome e sede.

Grécia: Marcha antifascista na cidade de Arta

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Fascismo nunca mais

Após o aparecimento do circo neonazi do Amanhecer Dourado, no centro da cidade de Arta, ao meio dia de 13 de Maio (uns 10 fascistas de outras cidades e  6 residentes)- e depois da violenta detenção de 4 lutadorxs por executivos da OPKE que vieram da cidade de Ioannina (Grupos de Prevenção e Repressão de Crimes) – foi convocada para a tarde do mesmo dia uma concentração e manif na praça central de Aghios Dimitrios. Acrescenta-se que xs 4 antifascistas (uma mulher e três homens) foram deixadxs em liberdade, após umas horas na esquadra policial. 

A manif contou com a presença de 150 antifascistas/anti-racistas e passou pelo centro da cidade em resposta aos desejos e planos dos neonazis e de todxs aquelxs que os apoiam e protegem. Gritando palavras de ordem antifascistas durante toda a manif e com espírito combativo demonstrou-se que não há lugar em Arta para o veneno racista e neonazi chamado Amanhecer Dourado.

Que os do Amanhecer Dourado residentes saibam que existem alguns e algumas que não esquecem nem perdoam todos os assassinatos às mãos de Hitler e todos os ditadores.

Não esquecemos xs mortxs, exiladxs e torturadxs pelos batalhões de segurança e da polícia. Não esquecemos Pavlos Fyssas, Shehzad Luqman, e tantxs outrxs imigrantes e lutadorxs esfaqueadxs pelos cobardes de Michaloliakos. Não esquecemos as suas colaborações e complicidades com o Poder, a patronal e a polícia.

Os misantropos valentões e os “chavalos” (como o membro parlamentar Boukouras) não terão nem um bocado de terra nesta cidade. As suas saudações nazis e os seus símbolos permanecerão dentro das suas ratoeiras.

Que saibam também os fascistas de Arta, que têm medo de expôr-se publicamente ao lado dos 5-6 psicopatas do chamado Núcleo do Amanhecer Dourado de Arta, que não são invisíveis nem anónimos.

Nem em Arta,  nem em algum outro lugar.

Esmagar os fascistas nas cidades e nas vilas.

Nenhuma liberdade aos inimigos da liberdade. 

fonte