Arquivo de etiquetas: ilha de Corfú

Grécia: Solidariedade com o detido Kostas Sakkas

freedom-for-kostas-sakkas
Liberdade para Kostas Sakkas (ameaçado com prisão preventiva e notificado para ir ao tribunal de apelação de Atenas a 21.1.2014

Solidariedade desde Corfu

A 18 de Janeiro, destruímos um ATM do Emporiki Bank (Banco Comercial da Grécia) na área de Messonghi, Corfu, em solidariedade com Kostas Sakkas e contra todas as práticas vingativas do Estado e de cada governante.

MÃOS FORA DXS NOSSXS COMPANHEIRXS

Ps.1 Saúde e força para o prisioneiro Spyros Stratoulis

Ps.2 Boa sorte para o fugitivo Christodoulos Xiros

anarquistas

Corfú, Grécia: Cartaz pela defesa dos espaços ocupados

Fazem o que podem para nos enterrar, mas esqueceram que somos sementes

Ocupamos os edifícios  vazios. Baseamos as nossas vidas na igualdade e na solidariedade. As raízes da auto-organização espalham-se  e também se espalham as projeções revolucionárias até derrubar a partir das fundações todas as formas de dominação. Contra a realidade da mercantilização, a alienação e os intermediários, respondemos com a nossa inquebrantável paixão pela liberdade.

Através dos espaços libertados abrimos o caminho para a sociedade anti-hierárquica e sem classes.

Okupa Draka
Avenida Alexandras 15, Corfu
draka.squat.gr

Corfú, Grécia: Invasão policial na okupação de Elea

Na segunda-feira, 19 de setembro, forças policiais de Corfú, com um mandado judicial, invadiram a Okupa de Elea, localizada nos arredores da capital da ilha, não se encontrando lá nenhum dos seus ocupantes. Os polícias arrombaram a porta do espaço e vasculharam todos os cantos, presumivelmente atrás de drogas e “imigrantes ilegais”. Após algum tempo retiraram-se, deixando o local numa desordem total. Levaram as atas das reuniões da okupa e… um fogão! Os companheiros já se encontram de novo na Okupa.

Não é a primeira vez que a okupação de Elea recebe uma agressão. A invasão foi precedida, no passado, por uma irrupção por parte de um corpo especial da polícia, um ataque a um imigrante, nas proximidades do espaço, e um incêndio.
Também, há poucos dias,ocorreram ataques incendiários na okupação Kouvelou em Atenas e um ato de intimidação em Tessalônica, na okupação Libertatia. Trata-se, sem dúvida, de um ataque concertado. O poder teme que a revolta social transborde dentro em pouco e tenta travar essa possibilidade mediante a ativação dos seus reflexos fascistas.

SOLIDARIEDADE É A NOSSA ARMA!
MANTENHAM BEM LONGE DAS OKUPAS AS VOSSAS PATAS!

fontes a, b, c