Arquivo de etiquetas: Valência

Valência, Espanha: XII Mostra do livro anarquista

Já está aí, novamente a mostra do livro anarquista de Valência. A data será do dia 17 a 22 de Abril, no Barrio del Carme, a norte da cidade, concretamente na Praça del Carme. O horário é todo o dia.

Se tens uma distribuidora ou fazes parte de algum coletivo ou simplemente estás interessado/a, visita esta ligação, onde, para além disso, se fornece informações detalhadas sobre o que acontecerá no dia, assim como os livros em exposição.

Esperamo-vos, a todos e a todas, e também tirar proveito da jornada e  promover a livre circulação do livro anarquista pelos nossos espaços, áreas e outros.

Vemo-nos em Valênci(A)!

Valência, Espanha: Acções directas em resposta à repressão

Na noite de 27 de Fevereiro diversas acções foram levadas a cabo na cidade de Valência:

– incêndio de 2 ATM, localizados no campus da universidade.
– um ATM inutilizados com um bloco de cimento.
– incêndio de uma paragem de eléctrico.

Estas ações foram feitas em função da situação que estamos a viver em Valência. A repressão policial, durante os protestos estudantis devido ao aumento dos cortes sociais, indiciam um recrudescimento nos ataques contra os poucos direitos que tínhamos antes, por parte do Estado e das empresas capitalistas.

Os alunos do liceu Lluís Vives surgiram de um protesto que ultrapassou a macro-manifestação (ou procissão) dos sindicatos e partidos de esquerda. Estes protestos, porque foram realizados sem pedir autorização e num tom combativo, fizeram face â própria essência do Estado e do Capitalismo, deixando cair as máscaras: a violência.

É por isso que o nosso contributo na luta toma a forma de sabotagem e ataque. O sistema é violento e é por isso que somos radicais.

São as nossas vidas que estão em jogo.
Pelo alastrar da revolta!

fonte: barcelona.indymedia.org

A solidariedade é a nossa arma! Abolição de todas as prisões!

Amadeu Casellas

Cruz Negra Anarquista                                   

Repressão e Revolta

Nesta quarta-feira, dia 14 de Setembro, a companheira Tamara foi condenada a 8 anos de prisão. Ela é acusada de enviar um pacote-bomba a Albert Batlle, secretário de Serviços Penitenciários da Catalunha, no marco de uma campanha pela liberdade de Amadeu Casellas.Após a decisão das autoridades judiciais ocorreram  manifestações de apoio a Tamara em Sevilha, onde foram colocados banners em diferentes acessos da cidade e ações em Barcelona, ​​onde vários contentores de lixo foram arrastados e queimados em plena rua. Também aconteceram ataques em algumas agências bancárias e pichações em Valência

Desmascaremos esta falsa paz social alimentada pelo medo e sobre a qual se sustenta o extermínio da liberdade.

Hoje não se julga somente a Tamara, não se trata de um facto isolado, é um ataque mais contra aqueles que  mantêm viva a chama da revolta.

Procuremos que viva a  anarquia!

fonte: estrecho.indymedia.org