Arquivo de etiquetas: Oaxaca

México, Oaxaca: Atentado explosivo contra Banco Santander

QUE A MEMÓRIA HISTÓRICA SEPULTE AQUELXS QUE CONDENEM A PASSAGEM À OFENSIVA CONTRA A AUTORIDADE!

Após vários meses de preparação – com vista a se direcionar os objetivos – decidimos começar a atacar cada um desses miseráveis símbolos e figuras que representam o poder e a autoridade. E que melhor instante seria do que ao recordar o compa insurreto Mauricio Morales – nove anos passados da sua morte – ao fazer a guerra que desde sempre tem estado declarada por todos xs indivíduxs que num ato de violência e amor se negam a aceitar o condicionamento que qualquer tipo de dominação impõe. Todxs aquelxs que em conspiração informal dão rédea solta aos seus mais puros desejos de agitação e guerra, não pedindo direitos nem justiça, apenas objetivando a libertação total.

Assim, na madrugada de 25 de Maio, colocámos um dispositivo explosivo numa sucursal bancária Santander, na cidade de Oaxaca, causando danos aquela.

POR CADA COMPANHEIRO CAÍDO!
POR CADA COMPANHEIRO PRESO!
POR CADA COMPANHEIRO FUGITIVO E PERSEGUIDO POR CADA ATAQUE FRONTAL E SEM MEDIAÇÃO!
PELA LIBERTAÇÃO TOTAL!
GUERRA AO ESTADO!

Brigada de Ação Informal Bruno Filippi

em espanhol

Oaxaca, México: Reivindicação de ataque explosivo contra caixa de Banorte

Comunicado recebido a 13/07/2017 juntamente com as fotos:
Negamos-nos a deixar que a tranquilidade domine, optaremos por subverter a paz social, decidimos-nos pela confrontação.
Não esperaremos por conjunturas, provocaremos conflitos e devolveremos os agressões, assumimos a guerra no dia a dia, nunca mais seremos escravxs. Continuarão a ressoar explosões, cada vez mais contundentes e diretas.
O que se passou esta noite foi apenas um teste, afiaremos melhor as facas.
Reivindicamos a colocação do dispositivo explosivo num caixa automático do Banorte, situado no centro da podre capital oaxaquenha..

Connosco não se negocia.
Nunca pediremos justiça, procuraremos vinganças!!
Complicidade com xs clandestinxs que uivam e mostram as presas.
Saudações a todxs xs compas que combatem dentro das jaulas!!

Viva a Anarquia!!!

em grego

Oaxaca, México: Atentado explosivo-incendiário como comemoração dos 8 anos da caída em ação de Mauricio Morales


Comunicado recebido junto com a foto a 22/05/2017:

Oaxaca Ingovernável: 8 anos após a caída do Punky Mauri, a ofensiva continua. Colocação de dispositivo explosivo-incendiário em concessionário de automóveis de luxo.

Os nossxs mortxs são abono e semente negra de confontação, nutrem a atualidade da revolta e permanecem vigentes em cada gesto que transborde a autoridade. Contagiar e propagar a força das suas lutas e ideias é indispensável para nutrir o nosso presente, para não esquecer e potenciar uma prática permanente de insurreição.

A dominação, como ideologia e práxis do poder, devasta a vida em todos os seus âmbitos. A miséria do quotidiano não nos deixa indiferentes. E ainda que a resignação seja a saída de muitxs e a passividade o seu refúgio mais seguro, cada ato de negação, de hostilidade, de desobediência ao imposto, nos demonstra que continuam a existir pessoas vivas.

O nosso afazer diário, a nossa forma de nos relacionarmos, as nossas paixões e a nossa razão emanam de cada um/a de nós, da nossa individualidade. Ainda que apostemos pela construção de prazeres compartilhados e estejamos desejosxs de outros seres, a responsabilidade dos nossos atos é de cada um/a de nós.

Coletiva ou individualmente continuaremos a praticar o ataque. Optamos por subverter a normalidade de uma sociedade funesta que assume a sua progressiva auto-destruição.

Perante a apatia, o silêncio das massas, movimentos sociais que atraiçoam e negoceiam o sangue dos mortos. Perante a destruição e o despojo da região e a condenação a uma realidade de não-vida: luta nas ruas, fogo e transgressão da paz social.

Na madrugada do dia 22 de Maio de 2017, 8 anos depois da caída do punky Mauri, colocamos uns dispositivos explosivo incendiários numa concessionária de automóveis de luxo, inutilizando vários deles.

Viva a anarquia!

Individualidades Anárquicas Informais
FAI-FRI

Oaxaca, México: Ataques explosivos contra Banco Santander e Prodecon em memória do companheiro Sebastián Oversluij

No dia 11 de Dezembro de 2013, foi abatido a tiros por um guarda de segurança o companheiro anárquico Sebastián Oversluij, no momento em que tentavam assaltar uma sucursal bancária no Chile.

Hoje, 11 de Dezembro de 2016, decidimos atacar com dispositivos explosivos uma sucursal bancária Santander e a procuradoria de defesa do contribuinte (pertencente à secretaria da fazenda) em Oaxaca.

Recordando este acontecimento de há 3 anos, não fazendo dele um mártir nem vitimizando a sua morte mas sim pela reivindicação destes e de todos os actos ilegalistas e clandestinos que já surgiram, surgem e surgirão nesta guerra.

Sublinhamos que a (B.A.I.B.F.) não tem nada a ver com esta onda de pseudo-anarquistas de esquerda que estão à mercê e defendem interesses de organizações sociais e sindicais, já que optamos pela afinidade individual antagónica e informal e pela destruição total desta sociedade-prisão e de todas as suas estruturas.

Assumimos a nossa cumplicidade com todxs xs companheirxs em fuga e com xs que conspiram e atacam a partir da clandestinidade, por isso mesmo é que esta ação é também um abraço fraterno a todxs xs presxs que se encontrem nas instituições prisionais de todos os fodidos estados.

Brigada de ação informal Bruno Filippi

em espanhol l grego l italiano

Pensilvânia, EUA: “Solidariedade com xs professorxs e residentes de Oaxaca! Mantenha-se vivo o fogo!”

DoylestownPennsylvaniaColocamos uma faixa sobre uma estrada à entrada de Doylestown, na Pensilvânia, onde se pode ler: “Solidariedade com xs professorxs e residentes de Oaxaca! Mantenha-se vivo o fogo!”

Hoje, 15 de Julho de 2016, cumprem-se dois meses desde que a Coordenadora Nacional de Trabalhadores da Educação (CNTE) iniciou uma paragem de trabalho a 15 de Maio. Xs professorxs e residentes de Oaxaca continuam a lutar contra a reforma educativa neoliberal implementada por Enrique Peña Nieto. Desde então a comunidade de Oaxaca viu-se confrontada com a repressão fatal do Estado e a discriminação.  Solidarizamos-nos com xs nossxs companheirxs que continuam a lutar nas barricadas. Estendemos o nosso amor e comemoração aos que perdemos. Onde quer que estejam estamos convosco.

it’s going down via philly anti-capitali