Arquivo de etiquetas: Viena

Viena: Manifestação raivosa espontânea por Afrin a 24 de Março

recebido 28.03.18
Cerca das 22h reuniram-se cerca de 100 pessoas, em Viena, para uma manifestação espontânea, furiosa e selvagem que durou 30 minutos, no dia de solidariedade internacional com Afrin. A manifestação foi uma expressão da raiva e da ira contra a ocupação de Afrin pela NATO, pelo exército turco, pelos fascistas do ISIS e outros aliados. A faixa que seguia à frente dizia: `Fight4Afrin`(Luta por Afrin). Entoaram-se palavras de ordem pelas ruas, tais como: `Biji Berxwedane Efrine`(Longa vida à resistência de Efrin), `Ueberall Efrin, Ueberall Widerstand` (Afrin em todo o lado, resistência em todo o lado), `Solidaritaet heisst Widerstand, Kampf dem Faschismus in jedem Land` (Solidariedade significa resistência, lutar contra o fascismo em todo o lado), ou `Alerta, Alerta Antifascista`. Foi usada uma grande variedade de material pirotécnico.

A manifestação atraiu muita atenção e deixou as suas marcas no bairro, uma área conhecida por ter fascistas organizados e nacionalistas de diversas origens, não só austríacos mas também muitos grupos fascistas turcos. Durante a manifestação bloqueram-se várias ruas, e atacaram-se símbolos da repressão e do capitalismo – quebraram-se-se montras de lojas e vidros de carros da polícia. Xs manifestantes desapareceram antes da polícia chegar e tanto quanto se sabe nenhuma pessoa foi presa.

A manifestação teve lugar numa parte de Viena em que o MHP e o AKP são particularmente fortes entre os habitantes, detendo e apoiando uma grande parte da infra-estrutura. Por isso esta foi uma importante acção anti-fascista e mostrou que a  solidariedade activa é um passo poderoso para associar a luta local contra o fascismo na Áustria às lutas internacionais pela liberdade em Rojava e noutros lugares.

Resistir significa quebrar a apatia!
Testemunhar todos os dias a queda de companheiros na luta contra grupos fascistas islâmicos força-nos a agir e a manifestar a nossa solidariedade com os povos no norte da Síria.

Continuaremos a lutar juntxs contra o fascismo na Turquia, no norte da Síria e na Austria!
Afrin em todo o lado, Resistência em todo o lado!

em inglês l alemão

Viena, Áustria: Atentado à Embaixada Italiana – Solidariedade aos/às anarquistas presxs em Turim

PANDEMÓNIO

Recebido a 25 de Maio:

Ontem à noite atacámos a Embaixada Italiana com bombas de tinta, expressando dessa forma a nossa solidariedade ativa com xs anarquistas presxs em Turim.

Pela libertação imediata de António, Antonio & Francisco, na prisão desde 3 de Maio.

Pela revogação da prisão domiciliária de Giada, Fabiola & Camille, acusadas de resistir a uma busca policial na sua vizinhança, em Fevereiro.

em alemão, inglês, italiano

Viena, Áustria: Ataque a um banco em solidariedade com as acusadas no caso Aachen

No fim de semana passado (15 e 16 Abril) em Viena, a agência do banco Bawag-PSK, no n°37 da rua Kuefsteingasse, foi atacada com um líquido negro malcheiroso e pegajoso.

Os bancos são uma parte importante do todo constituído pelo sistema capitalista de exploração. Por trás de cada história contam-nos por que deveríamos armazenar o dinheiro lá, descobriríamos que o único objetivo é o lucro. Eles também estão profundamente ligados ao bem-estar do Estado. Ambos dependem um do outro tal como as flores do sol. Se os bancos vão à falência, o Estado deve salvá-los e vice-versa. Não há espaço aqui, infelizmente, para uma análise profunda de todo este execrável sistema. Se os bancos se vêm atacados é porque isso constutui também um ataque indirecto contra o Estado!

Solidariedade com as anarquistas acusadas de assalto à mão armada em Aachen, na Alemanha!

Solidariedade com a Okupa no n°15 da rua Kienmayergasse que foi desalojada ontem (19 Abril de 2017)!

O que é assaltar um banco comparado com a sua fundação?

via linksunten em inglês l alemão l francês

Viena, Áustria: Evento da “CNA – Célula Solidariedade” (Atenas) no Festival CNA Viena [20-23 Abril, 2017]

Evento solidário com xs companheiros presxs em Koridallos – “Cruz Negra Anarquista – Célula Solidariedade” (Atenas) @ FESTIVAL CNA VIENA – 20 a 23 Abril de 2017

“Como anarquistas, percebemos a necessidade de uma luta anarquista multiforme – posicionando o ataque contra o estado e a vassalagem que é imposta – por todos os meios possíveis, aqui e agora” (do texto de auto-apresentação do grupo CNA)

Neste evento, xs companheirxs da “CNA- Célula Solidariedade” irão falar da importância da solidariedade com xs prisioneirxs anarquistas, dos esforços de solidariedade e da conexão de lutas dentro e fora dos muros. Além disso será feita uma desconstrução do significado do movimento anarquista e do mito do bairro de Exarchia (Atenas).

“(…) não consideramos que a ação dxs nossxs companheirxs anarquistas esteja terminada após prisão, ou repressão.“(do texto de auto-apresentação do Grupo CNA)

Durante o evento haverá uma intervenção de três prisioneirxs anarquistas – via conexão ao vivo – prisão de Koridallos:

– Nikos Romanos
– Panagiotis Argirou CCF – Célula de Violência Metropolitana / FAI-IRF
– Olga Ekonomidou CCF – Célula Guerrilha Urbana / FAI-IRF

Elxs irão abordar os seguintes tópicos:

– As condições nas prisões e a situação dxs prisioneirxs anarquistas na Grécia
– A importância das assembleias de solidariedade para xs prisioneirxs anarquistas  e a conexão das lutas dentro e fora dos muros
– A escolha e a importância da luta armada; a reivindicação de responsabilidade no período de ação e em particular na participação na organização armada; a importância e consignação dessas escolhas
– A escolha fuga de presxs
– A posição da mulher na luta armada

Também será possível fazer perguntas aos/à companheirxs na prisão, de modo que a comunicação será em ambos os sentidos.

Algumas palavras do prisioneiro anarquista Panagiotis Argirou, dedicadas ao Festival CNA:

Há momentos em que tu sentes um certo tipo de força dentro de ti. Isso pode acontecer por razões diferentes a cada vez, mas sem dúvida que é sempre um sentimento muito positivo. Tal tipo de força pode ser sentida pelx prisioneirx quando elx descobre que há outrxs indivíduxs que querem um toque, um contato, uma comunicação, uma conversa com elx. É um sentimento muito forte, único, um sentimento de uma grande força, enchendo-x todx e isso é algo inestimável. Esse sentimento de que não se está sozinhx – que há outrxs companheirxs que querem compartilhar momentos, experiências ou qualquer outra coisa contigo – é algo tão valioso que só a liberdade em si se lhe pode comparar. Então, deixe-me agradecer muito pela oportunidade que me oferece de ter algum contacto, mesmo que seja por tão pouco. Desejo que o futuro nos traga mais oportunidades, para que um dia possamos ter a chance de ter uma conversa ao vivo fora dos muros. Um grande e caloroso abraço,
Panagiotis Argirou, membro do CCF-FAI

Contactos:

Sítio da Célula Solidariedade CNA (Atenas): https://abcsolidaritycell.espivblogs.net
E-mail: abcsolidaritycell@riseup.net

Nikos Romanos Prisão Estatal de Koridallos – prisão de homens – Ala A’, P.C. 18110, Koridallos, Atenas

Panagiotis Argirou Prisão Estatal de Koridallos – prisão de homens – Ala A’, P.C. 18110, Koridallos, Atenas

Olga Ekonomidou Prisão Estatal de Koridallos – prisão de mulheres, P.C. 18110, Koridallos, Atenas

Outros eventos @ Festival CNA Viena, podes procurar aqui: [https://abcfestvienna.noblogs.org/]

Localização:

CASA ERNST KIRCHWEGER
Rua Wielandgasse 2-4
1100 – Wien (Viena de Áustria)

em inglês l alemão

Viena, Áustria: Pizzeria Anarchia desalojada

Faixa de solidariedade em Tampere, Finlândia  –  Solidariedade NÃO HÁ PIZZA NÃO HÁ PAZ até Viena
Graffiti solidário em Hamburgo, Alemanha – Restos de pizza (A)

Pizza desalojada

Sim, a Pizzeria Anarchia foi desalojada a 28 de Julho de 2014. 1700 polícias começaram, ao princípio da manhã, cerca das 7:00, tentando as barricadas e pessoas na rua. Por volta das 10:30, fizeram o seu primeiro ataque numa porta. Apesar do uso de um tanque policial, que também foi empregue para chocar com a porta, estiveram até à tarde para entrar no primeiro andar, e até ao início da noite para conseguirem as primeiras pessoas cá fora.

As últimas pessoas foram desalojadas pouco antes de 21:00.

Todos xs presxs foram libertadxs até ao início da tarde do dia seguinte.

Sim, pessoas perderam uma casa, mas também se mostrou que a resistência pode ter efeito, mesmo contra uma força totalmente armada e muitas vezes maior. E agora, o tema do aumento dos alugueres e da especulação com o espaço de convivência entre as pessoas repentinamente é o tema forte do público vienense, nas praças e nos media.

Estamos tudo menos que esmagados! Estamos vivos, motivados e em pleno movimento!

Estamos chamando todxs, em Viena e em todos os lugares, para ocuparem edifícios, tomarem praças e ruas, começar a levar as nossas vidas nas nossas mãos!

Uma declaração mais, sobre o despejo, virá a seguir!

Neste momento, um grande obrigado a todas as pessoas que nos apoioaram de tantas maneiras! Como exemplo, publicamos aqui duas imagens.

Solidariedade é a nossa arma!

Tessalónica, Grécia: Graffiti solidário com David A. que permanece em coma em Viena

David A. – um artista – um amigo – um companheiro. Espancado quase até à morte por seguranças de uma companhia privada (“Wiener Linien”). Enviamos os nossos pensamentos e desejos de rápida melhoria da saúde para David A. que está em coma, desde há mais de 3 semanas.

O espancamento não foi apenas um ato contra a arte do graffiti, mas também uma ação de proteção do capitalismo e à ideia de propriedade privada. A luta contra o capitalismo é internacional e ao entendê-la como tal, sentimos a responsabilidade de informar também os companheiros no exterior da Áustria. Como nós poderíamos ainda fazer uma pequena ação, colocamos uma faixa em Rotonda/Salónica. Esta não é a última ação. Outras devem seguir-lhe.

Caro David, desejamos-lhe tudo de bom. Os nossos pensamentos estão com você desde que se soube o ataque a você. Que você fique forte e se junte a nós em breve, novamente!

Até que cada um seja livre, até que cada um seja um não escravo.

Mais

grego