Arquivo de etiquetas: concentração

Setúbal, Portugal: Solidariedade com a C.O.S.A. (1-3 Junho)

Casa Okupada de Setúbal Autogestionada (C.O.S.A) a resistir à 17 anos!

2 de Junho (16h) – Concentração Solidariedade com a C.O.S.A.!

Passado 1 ano da última audiência prévia voltamos a juntar companheires, amigues e todas que estão solidárias com a COSA, para continuar a resistir. Vamos passar uns dias em grande descobrindo novas e reforçando velhas afinidades. Vão haver actividades, belo pitéu, acções, exercício, música e tudo mais que desejarmos. Aparece sem medos e divulga!

Mantendo a chama acesa!!!

Saúde & Anarquia

COSA – R. Latino Coelho nº2, Setúbal

Finlândia: Acções de solidariedade com anarquistas e antifascistas da Rússia em Fevereiro e Março

recebido a 04.04.18

Concerto de apoio em Helsínquia a 4.03.2018.  Faixa onde se pode ler em finlandês “Liberdade para antifascistas na Rússia”.

A seguir um resumo das recentes acções de apoio a compas reprimidxs na Rússia:

No dia 4 de Fevereiro, a Cruz Negra Anarquista de Helsínquia organizou o “Amazing Vegan Sunday Soli Lunch” [Incrível, Domingo Comida Vegan Solidária] em Lymy. O evento foi um sucesso. Em Tampere, um concerto solidário foi organizado no dia 2 de Março.
Participaram quatro bandas e vendeu-se comida vegan. Varis Tampere, que organizou o evento e ainda a TAL (União Anarquista de Tampere) vendendo t-shirts e livros sobre anti-fascismo. Também em Helsínquia, Varis organizou um concerto solidário no dia 4 de Março com duas bandas de hardcore, um sorteio, hambúrgers de tofú e informação sobre a situação na Rússia. Os fundos recolhidos foram enviados para a Rússia para serem usados nas despesas de defesa e noutras formas de apoio aos/às anti-fascistas e anarquistas reprimidxs em S.Petersburgo, Penza,Tšeljabinsk e noutros locais da Rússia.

Turku 18.3.2018
Turku 18.3.2018

No dia das eleições presidenciais na Rússia, houve manifestações em Turku e Helsínquia contra a tortura praticada pelo FSB e, mais genericamente, contra o regime de Putin. Em Turku, um grupo de anarquistas e antifascistas reuniu-se em frente do consulado russo ostentando uma faixa com o texto “Libertem xs anarquistas na Rússia! Fim à tortura pelo FSB!”. A faixa foi depois estendida sobre a auto-estrada. Em Helsínquia, cerca de 50 pessoas concentraram-se à porta da embaixada russa gritando palavras de ordem e mostrando faixas contra o FSB e Putin, e pela libertação dxs prisioneirxs anti-fascistas. As pessoas, ao ir votar, não puderam evitar reparar na manifestação organizada pelo grupo anarquista local A-ryhmä, pela CNA de Helsínquia e a Varis.

Manifestação na embaixada russa em Helsínquia a 18.3.2018.
FSB é o principal terrorista

Como balanço geral, chamou-se a atenção para a situação na Rússia nos últimos meses e as pessoas foram motivadas a agir em conjunto contra a repressão e pelos nossos objectivos comuns. Continuaremos a apoiar xs companheirxs na Rússia.

fonte:  varisverkosto.com

em inglês l alemão

Bure, França: Ponto de situação a 27/02 – programa do fim-de-semana de 3/4 de março

NÃO AO DESERTO NUCLEAR
ESTADO NUCLEAR ESTADO POLICIAL

 *Ponto da situação a 27/02*

Desde 22 de fevereiro, após a expulsão largamente mediatizada do bosque Lejuc, várias pessoas continuaram a ocupar as árvores altas, a sulcar e a percorrer a floresta para vigiar oa polícia móvel, a observar se os trabalhos começavam, a abastecer-se e a apoiar as corujas empoleiradas nas alturas. Outrxs concentraram-se no monitoramento antirep de todxs xs que passaram pela verificação de identidade, sob custódia policial, e pelas duas pessoas actualmente em prisão preventiva. Outrxs asseguram o acolhimento das pessoas que chegam à Casa da Resistência ou nos diferentes locais em que habitamos, à volta. E, sobretudo, cuidam uns/mas dxs outrxs depois desta prova.

Entretanto, a autarquia não desmilitariza a zona e dá ordens alucinantes para interditar toda a circulação em redor do bosque Lejuc…
Segunda-feira, 26 de Fevereiro, vimos camiões e retro-escavadoras a trabalhar na floresta. Isso continuará provavelmente durante a semana. Tentaremos manter-vos ao corrente de todas as novidades através de actualizações regulares em vmc.camp. A situação é extremamente instável, por isso mantenham-se actualizadxs!

*Manutenção do intercomité do fim-de-semana*

No meio de tudo isto, as datas 3-4 de março mantêm-se como uma rocha no meio da torrente! Todos os dias nos organizamos para preparar o acolhimento das centenas de pessoas que chegarão no fim-de-semana. A logística das dormidas está em curso, tal como as cantinas colectivas. Há em tudo isto uma boa dose de imprevisto e de improvisação, e todas as energias da auto-gestão são e serão bem-vindas para nos permitir organizar este fim-de-semana e os dias seguintes, e fazer face à violência do Estado e das suas milícias, na sequência da expulsão e do assédio policial permanente…

No dia 22 de Fevereiro não houve apenas uma expulsão: houve também uma corrente de solidariedade incrível com mais de 70 concentrações em França e na Europa. 300 pessoas em Paris, 200 pessoas em manifestação selvagem em Nantes e Rennes, 20 pessoas a bloquear eléctricos durante meia hora em Estrasburgo, vitrinas do EDF estilhaçadas em Toulouse, panfletos nas praças em Lons-le-Saunier, fotografias de solidariedade em Gorleben e Leipzig na Alemanha, e em Skouries na Grécia, e tantos outros momentos… Novos comités de apoio criados em Viena, na Finisterra, em Metz, etc. O governo comunicou a expulsão de uma «quinzena» de ocupantes do bosque Lejuc mas são milhares as pessoas que saíram às ruas por todo o lado…
Isso eles não poderão nunca expulsar.

No fim-de-semana de 3 § 4 de Março gostaríamos que estes comités, existentes ou em vias de criação, e que todas as pessoas que queiram lutar com Bure, onde quer que estejam, possam, da maneira que quiserem e se o desejarem, manifestar-se e mostrar que lutam com Bure a partir de numerosos lugares, tornando tangível esta corrente de solidariedade…

Sugere-se aqui pistas que são para entender apenas como convites: por exemplo, preparar faixas criativas simbolizando as cidades dos comités e das lutas que organizam (ou as faixas utilizadas nas concentrações de 22 de Fevereiro), ou quaisquer outros objectos e símbolos para o efeito, etc. Ou ainda trazer combinações brancas, pinturas, belas máscaras personalizadas de corujas, etc. Apelamos também às pessoas que vierem para, tanto quanto possível, trazerem tendas, roupa quente, botas, lanternas de cabeça, alimentos, etc, para serem o mais autónomxs possível…
Tentaremos ter alojamento para todxs mas é melhor que toda a gente assegure o máximo para o caso de sermos demasiados…
Há também uma primeira lista logística das necessidades materiais urgentes que será finalizada em breve.

*Nota sobre a gravação de imagens e som nos dias 3-4 de Março*

Ao vir para aqui, é preciso ter em conta que acabámos de viver um episódio repressivo muito forte, em que a polícia procura identificar as corujas para melhor as engaiolar. Pedimos por isso a vossa compreensão quando exigimos que não se grave imagens nem mesmo som. Caso essa seja mesmo a vossa actividade, contactar a equipa auto-media quando chegarem para a ela se juntarem. A nossa tolerância será nula, por necessidade, a qualquer imagem ou a qualquer registo realizado fora do contexto da auto-media. Caso tenham bons aparelhos que queiram deixar à disposição, isso poderá interessar-nos.

*Programa geral do fim-de-semana*

O desenrolar do fim-de-semana ainda está em vias de ser discutido.Tínhamos dito antes da expulsão que queríamos ocupar tempo suficiente dos encontros e das discussões para reforçar a luta em França e na Europa, e contamos ter esse tempo entre todas as outras coisas.

Neste momento, os primeiros elementos do programa:

Sexta-feira 2, à noite: acolhimento permanente na cozinha da Casa da resistência em Bure (BZL) para ajudar na repartição das dormidas, na inclusão das tarefas de auto-gestão, etc. Às 18h30, um primeiro momento de recepção e de informação será proposto antes de jantar!
Sábado 3, de manhã (em Mandres-en-Barrois): encontros e discussões entre os diferentes comités de luta e as diferentes pessoas desejosas de apoiar a luta em Bure. O programa detalhado chegará muito brevemente.
Sábado 3, à tarde: construção de uma vigia nos arredores da floresta.
Domingo 4: continuação das actividades de sábado!
Paralelamente ao programa haverá certamente várias coisas não anunciadas, algum caos feliz, muita improvisação. De qualquer forma, teremos (e encorajamos-vos a ter) uma grande atenção para que toda a gente possa, o mais possível, encontrar um lugar e sentir-se bem.

Esperamos-vos em grande número no fim-de-semana de 3-4 de Março (ou antes, ou depois)!

Nunca nos atomizarão!
Algumas corujas de Bure.

informações em alemão, italiano, francês

Madrid: Ação em solidariedade e apoio aos compas da Operação Scripta Manent em Itália

No dia 15 de Novembro, um dia antes do começo dos julgamentos da Operação Scripta Manent, um grupo de companheirxs anarquistas concentraram-se à frente da embaixada italiana, em Madrid. em apoio aos/às companheirxs detidxs na sequência desta operação. Espalhou-se a informação, através da distribuição do texto que se segue:

Solidariedade e apoio face ao julgamento dxs companheirxs detidxs na Operação Scripta Manent em Itália.

Na quinta-feira, 16 de Novembro, pelas 10:00 da manhã, será realizada a primeira sessão de julgamento contra xs 22 companheirxs anarquistas acusadxs no âmbito da Operação Scripta Manent, em Itália, com 7 delxs detidxs preventivamente

Foi em Setembro de 2016 que ocorreram as detenções e registros desta operação , em Itália. Mais uma vez, tentam atribuir diversas ações a uma suposta estrutura organizativa hierárquica, como foi feito anteriormente em Itália, com a Operação Osadia. Do mesmo modo, esta estratégia repressiva pode ser observada em diversos países, como o estado espanhol, grego, francês, etc. na tentativa de encaixar a conflitualidade anarquista e as suas práticas em acusações de organizações terroristas ou similares. O anarquismo nunca poderá encaixar nessas estruturas, pois a sua base é a horizontalidade e combate contra as hierarquias e todo o tipo o tipo de autoridade.

Todo o nosso apoio e força às/aos companheirxs que serão julgadxs a partir desta quinta-feira. A quatro dxs arguidxs foi-lhes negado a possibilidade de estar presente no julgamento e, em vez disso, poderão ter uma video-conferência. Em solidariedade com elxs, algumas/uns dxs companheirxs acusadxs recusaram-se a participar.

Solidariedade internacional com todxs xs que lutam pela liberdade
Coragem e força aos/às nossxs companheirxs
Contra toda a autoridade, pela anarquia

em espanhol via contramadriz

Amsterdão: Manifestação espontânea em solidariedade com xs presxs do G20

Contra prisões, bancos, o Estado e o mundo que precisa deles

Ontem (30-9-2017) ocorreu uma manifestação espontânea em Amsterdão, em solidariedade com xs companheirxs que estão momentaneamente na prisão, após os protestos do G20 em Hamburgo (Alemanha) em Julho. Após a concentração, uma manifestação espontânea foi realizada, do centro da cidade de Amsterdão para Spuiplein

Cerca de 100 pessoas tomaram parte num ato em solidariedade com xs prisioneirxs do G20. Houve discursos e música. Após a concentração, cerca de 50 pessoas realizaram uma manifestação sem aviso prévio, do centro de Amsterdão para Spuiplein.

Liberdade para todxs xs prisioneirxs do G20! Liberdade para Peike!

em inglês

Montevideu, Uruguai: Concentração por Santiago Maldonado (feito desaparecer pela polícia na Argentina)

No cartaz pode ser lido:

Concentração e mobilização, 5ª feira, 10 de Agosto, às 18:00, Praça Liberdade, Montevideu, Uruguai

Pela aparição com vida de Santiago Maldonado. Feito desaparecer pela Gendarmeri no dia 1 de Agosto, na comunidade Lof en Resistência, na localidade de Cushamen, Argentina, e em solidariedade com a resistência  do povo mapuche.

A TERRA NÃO É UM NEGÓCIO
SE TOCAM UM/A TOCAM A TODXS!

Concentração pela aparição com vida de Santiago Maldonado. Quinta feira, 10 de Agosto, às 18:00, praça Liberdade, em Montevideu, Uruguai.

em alemão

Montevideu, Uruguai: Contra a repressão, solidariedade e ação (20/4)

Concentração de apoio a 7 compas indagadxs pelo desalojo de La Solidaria
5ª feira  20/4  14:00 em ponto
Tribunal  (ruas Juan Carlos Gómez e Reconquista)

8 detidxs  – 2 invasões policiais – 1 processo judicial – 7 indagadxs

TIREM AS MÃOS DOS NOSSOS CENTROS SOCIAIS!

La Solidaria

Mão estendida ao/à companheirx, punho cerrado ao inimigo!

em espanhol

Lisboa, Portugal: Breve relato duma semana de solidariedade com Mónica e Francisco

A 24 de Março de 2016 realizou-se em Lisboa, cerca das 17h 30, junto ao Consulado Geral de Espanha, uma concentração de protesto pelo julgamento fantoche dos anarquistas Mónica Caballero e Francisco Solar. Presentes cerca de duas dezenas de anti-autoritárixs e anarquistas, tendo sido distribuído um comunicado e um folheto à população, entoadas algumas palavras de ordem “Nem culpadxs nem inocentes”, “A liberdade é o crime que perseguem”, “A liberdade está nos nossos corações, fogo em todas as prisões”, “Julgamento fantoche, terrorismo de estado em Espanha”.

Cerca de três horas depois lançaram-se flyers noutra zona de Lisboa, situação que se repetiu por vários dias, em várias praças de Lisboa, até ao dia 30 de Março.

No total, várias centenas de flyers, comunicados e folhetos foram distribuídos  à população e deixados em vários locais de cultura anarquista ou anti-autoritária.

Uma faixa foi deixada no centro de Lisboa, numa zona turística, exigindo a liberdade imediata dxs compas Mónica e Francisco, em português, espanhol, grego, alemão, italiano, francês e inglês.

Lisboa: Força e liberdade para Mónica e Francisco e todxs xs lutadorxs perseguidxs ou prisioneirxs

força para monica e francisco poster

A LIBERDADE É O CRIME QUE PERSEGUEM

Nem culpadxs nem inocentes: simplesmente anarquistas

Força e liberdade para Mónica e Francisco e todxs xs prisioneirxs e lutadorxs perseguidxs!

Até que a última jaula esteja vazia..

Morte ao Estado e viva a Anarquia!

Hoje ,24 Março, 17h30
Concentração solidária com Mónica Caballero e Francisco Solar
Frente ao Consulado Geral de Espanha
R. Salitre, 3, Lisboa

Lisboa, Portugal: Concentração no Consulado Geral de Espanha por Mónica e Francisco – 24/03

monica e francisco 1

NEM CULPADXS NEM INOCENTES
5ª feira 24 de Março 17: 30
Consulado Geral de Espanha
R. Salitre 3, Lisboa

Para o Estado, terroristas são aquelxs que põem em perigo os seus interesses. Fartxs desta realidade de medo, corrupção, abusos policiais, manipulação mediática, alguns/mas decidem não se resignar e lutar. Por isso são perseguidxs.

CONCENTRAÇÃO DE REPÚDIO PELO JULGAMENTO FANTOCHE DXS ANARQUISTAS MÓNICA CABALLERO E FRANCISCO SOLAR

SOLIDARIEDADE COM XS ANARQUISTAS DETIDXS

ABAIXO OS MUROS DE TODAS AS PRISÕES

solidárixs

Espanha: Concentração solidária em Saragoça

mitin1Cerca de 50 pessoas reuniram-se no dia 6 de Outubro na Praça de Magdalena, em Saragoça, para mostrar a sua solidariedade com xs detidxs de 4/11 após a última operação repressiva contra o colectivo Straight Edge Madrid, que se saldou com 6 detidxs, 2 dxs quais entraram em prisão preventiva e 4 ficaram em liberdade sob fiança. Após a concentração, na qual foi distribuído um comunicado, foram deixadas faixas no gradeamento de um colégio.

espanhol