Arquivo de etiquetas: Holanda

[Haia, Holanda] Faixas em solidariedade com prisioneirxs anarquistas

Liberdade para todxs xs anarquistas presxs.
Por uma sociedade sem prisões nem Estado (A)

Fogo a todas as prisões (A)

Hoje [30 de Agosto] no último dia da 6ª Semana Anual de solidariedade com xs prisioneirxs anarquistas, foram penduradas três faixas alusivas em Haia, na Holanda.

Esta última semana internacional em solidariedade com xs prisioneirxs anarquistas, acontece pela sexta vez. Com a crescente repressão contra anarquistas na Europa e mais além, é importante continuar a mostrar solidariedade com prisioneirxs anarquistas. Não só durante esta semana, mas sempre.

Solidariedade com todxs xs prisioneirxs. Demolição das prisões.
Pela Anarquia!

em inglês l alemão

Nijmegen, Holanda: Info-sessão sobre Peike, um dos presos do G20 em Hamburgo


Sábado / 17 de Fevereiro / 15:30

Troca de impressões sobre o caso de Peike, de Amsterdão, actualmente em julgamento em Hamburgo por suposta participação nos tumultos do G20, no verão passado.

Foi condenado a 2 anos e 7 meses de prisão, mas no dia 9 de Fevereiro corre o seu apelo no tribunal de última instância. No dia 16 de Fevereiro será a segunda sessão do julgamento, depois disso uma quantidade desconhecida de dias ainda está agendada até ao veredicto. Para mais informações sobre o caso: freepeike.noblogs.org

O café Zwarte Uilestá aberto como de costume a partir das 12:00, com lanches e livraria anarquista. Encontramos-nos lá, então!
De Klinker, Van broeckhuysenstraat 46, Nijmegen

em inglês

[Holanda] Incendiar todas as prisões – Graffiti em solidariedade com xs presxs anarquistas Lisa e Peike (vídeo)

No fim de semana passado, colocámos do outro lado da rua, frente à sede da polícia e centro de treinos, em Haia, um graffiti de solidariedade onde se podia ler: queimar todas as prisões.

Trata-se de um graffiti solidário com Lisa e Peike, ambxs em prisões alemãs: Lisa está presa a cumprir pena de sete anos e meio por causa de uma convicção (sob suspeita de assalto bancário); Peike foi condenado a dois anos e sete meses devido aos protestos contra a cimeira do G20, em Hamburgo.

Queremos que todxs sejam libertadxs! Liberdade para Lisa e Peike e todxs xs presxs anarquistas! Fogo a todas as prisões!.

Queremos-los em liberdade! Liberdade para Lisa e Peike e todxs xs presxs anarquistas! Fogo a todas as prisões!

Anarchist Damage Squad (Pelotão Dano Anarquista)

em inglês, alemão, francês

Amsterdão: Manifestação espontânea em solidariedade com xs presxs do G20

Contra prisões, bancos, o Estado e o mundo que precisa deles

Ontem (30-9-2017) ocorreu uma manifestação espontânea em Amsterdão, em solidariedade com xs companheirxs que estão momentaneamente na prisão, após os protestos do G20 em Hamburgo (Alemanha) em Julho. Após a concentração, uma manifestação espontânea foi realizada, do centro da cidade de Amsterdão para Spuiplein

Cerca de 100 pessoas tomaram parte num ato em solidariedade com xs prisioneirxs do G20. Houve discursos e música. Após a concentração, cerca de 50 pessoas realizaram uma manifestação sem aviso prévio, do centro de Amsterdão para Spuiplein.

Liberdade para todxs xs prisioneirxs do G20! Liberdade para Peike!

em inglês

[Tessalónica] Solidariedade com as anarquistas acusadas no caso dos assaltos a bancos em Aachen – Atualização da situação das compas

kamara stencil

flyers
Solidariedade com as anarquistas acusadas no caso dos assaltos a bancos na Alemanha – Libertação imediata das nossas companheiras – Incendiar todas as prisões – Destruir todos os bancos.

posterposteringEm Tessalónica, na Grécia, foram espalhados cartazes e panfletos com uma chamada à solidariedade com as companheiras anarquistas acusadas em casos de assalto a banco na Alemanha. Stencils foram pintados a spray por toda a cidade e uma faixa foi pendurada na Kamara, onde se podia ler: “Solidariedade com as companheiras anarquistas presas, acusadas de assalto a banco na Alemanha ‘. O texto do folheto espalhado, em grego e inglês, pode ser encontrado em Atenas IMC & Indymedia.nl.

Atualização do caso via Solidariteit.noblogs.org: na Holanda, a companheira foi libertada em condições restritivas. No entanto, ainda se encontra ameaçada de extradição para a Alemanha. A audiência da extradição terá lugar no dia 1 de Setembro de 2016, altura em que será decidido se a Holanda a entregará ao Estado alemão, onde enfrenta acusações de uma expropriação que ocorreu em Aachen, em 2013.

A outra companheira, que foi presa em Barcelona, em Abril de 2016, já foi extraditada para a Alemanha, encontrando-se à espera de julgamento. Está encarcerada na prisão de Colónia, acusada de uma expropriação que teve lugar em Aachen, em 2014.

em inglês

[Portugal] Chamada de solidariedade com as anarquistas acusadas de assaltos a bancos em Aachen

Solidariedade com as anarquistas detidas no decorrer da investigação a vários assaltos a bancos em Aachen, na Alemanha

No decorrer das últimas semanas, várias pessoas foram detidas em Espanha e na Holanda sob ordem da polícia criminal alemã. Uma pessoa foi já extraditada para a Alemanha, outra encontra-se detida em Holanda. A investigação está relacionada com vários assaltos a bancos em 2013 e 2014 na cidade de Aachen.

Serão culpadas ou inocentes? Numa sociedade que tende cada vez mais para uma ditadura do dinheiro e do controlo, não queremos verdadeiramente saber sobre os veredicto dos seus tribunais. O Estado e o seu sistema judicial sempre provaram ser vigorosos cães de guarda da ideologia dominante, sempre marginalizando, punindo, prendendo, torturando ou mesmo assassinando quem se opõe a ele conscientemente, ou apenas quem não seja para ele lucrável, sendo, por isso, descartável.

Os nossos corações e pensamentos estão com quem procura novos caminhos, com quem escolha não ser escravo do statu quo e tente descobrir as possibilidade práticas dessa escolha. Com quem lute contra as diferentes formas de autoridade e ataque as estruturas e instituições que tornam a opressão dos pobres e dos indesejáveis cada vez mais real.

De todos os lados, a dominação sabota quem vive livre e autodeterminadamente. Lutemos por reconquistar a nossa liberdade sabotando a dominação.

LIBERDADE PARA AS COMPANHEIRAS
LIBERDADE PARA TODO/AS

Em solidariedade, prosseguimos…

Portugal, início de julho de 2016

solidaritatrebel.noblogs.org // solidariteit.noblogs.org

o cartaz em formato pdf: a3, a5 | em inglês

La Hage, Holanda: Sabotados caixas electrónicos – Por um Dezembro Negro

la-hage1 la-hage2 la-hage-3Uma sucursal do banco ING, na cidade de La Hage, na Holanda foi atingida por anarquistas, uns dias antes do natal. Os caixas electrónicos foram sabotados e ainda foi desenhada a mensagem “Dezembro Negro” na fachada. Os bancos são pilares fundamentais desta asfixiante e repressiva sociedade capitalista. É por esse motivo que decidimos atacar estes símbolos de dominação. Enquanto as pessoas eram apanhadas pela loucura consumista do natal nós procurávamos perturbar essa paz consumista. Não queremos esperar passivamente enquanto o mundo continua a sofrer. Esmaguemos o sistema capitalista. Queremos a ofensiva anarquista.

Esta ação realizou-se em resposta à convocatória por um Dezembro Negro – emitida pelos anarquistas Nikos Romanos e Panagiotis Argirou, atualmente presos no Estado grego.

Com amor solidário para todxs xs anarquistas presxs no mundo.

Por um Dezembro Negro! Pela ofensiva anarquista!

em espanhol

Utrecht, Holanda: Incendiado veículo da empresa Otto Workforce

carroPublicado a 25 de Dezembro

Há já algumas noites na cidade de Utrecht, na Holanda, incendiamos um veículo da Otto Workforce. Otto Workforce é uma agência de trabalho temporário com reputação de explorar as pessoas, seja por ignorar as condições estandarizadas, pagando mal, forçando as pessoas a trabalhar em  horários extremos, etc.

Esta ação é dedicada a todxs aquelxs que são reprimidxs pela sociedade capitalista, que foram encarceradxs ou assasinadxs pelas balas dos porcos.

Por um Dezembro Negro! Por uma sociedade livre!

em espanhol

Cartaz por um Dezembro Negro encontrado em ruas da Holanda

zwarte-decemberPOR UM DEZEMBRO NEGRO

Numa realidade de escravidão assalariada, de superprodução e de superconsumo…

Numa realidade de fronteiras, de militarismo, de autoridade e religião…

Numa realidade onde a caridade, a apatia e o desespero parecem ser a única resposta…

Numa realidade onde tanto a direita como a esquerda têm-nos atadxs de pés e mãos…

Iniciemos em Dezembro e continuemos posteriormente o ataque contra todos os opressores e as suas instituições,

Vemos a bófia assassina.Vemos a violência racista.
Vemos o sistema económico [que está a ser aplicado].
Vemos a sociedade carcerária.

Mas não iremos ficar só a olhar.
Saudaremos todxs aquelxs que lutam em todo o mundo.
Solidar-nos-emos através da luta.

Por um mundo de liberdade sem limites.
Por um Dezembro Negro.
Pela Anarquia.

em alemão

Utrecht, Holanda: Uma noite de solidariedade a prisioneiros anarquistas

utrecht

Neste sábado, 30 de Agosto, será realizada na cidade de Utrecht, na Holanda, uma festa de solidariedade com prisioneiros anarquistas pela noite dentro, integrada na semana internacional de apoio a companheirxs presxs, 23-30 Agosto. 

O evento acontece na Okupa Voorstraat 36, recém-inaugurada a 22 de Junho de 2014 e contará com um café da tarde às 7, concerto hop hip, performances ao vivo, filme e / ou documentário sobre o tema, além de se escrever em conjunto cartas a prisioneirxs políticos na Europa. Haverá uma caixa de ajuda financeira, o dinheiro reunido será entregue a grupos de apoio a prisioneiros anarquistas.

Mais informações: indymedia.nl

Amsterdão: Benefit solidário com Thodoris Sipsas, injustamente acusado no caso do incêndio do banco Marfin (Grécia)

benefit-for-sipsas-723x1024
Se eles estão à procura de assassinos só têm de se olhar no espelho

O companheiro Thodoris Sipsas foi incriminado pelo trágico incidente, na filial do banco Marfin, em 5 de Maio de 2010, sendo indiciado sob acusações que eram descaradamente fabricadas. O processo judicial está programado para ter lugar em Atenas, em Dezembro de 2014.

Um bar solidário será realizado a 14 de Junho na biblioteca anarquista do Infokafee Bollox, em Amsterdão (Holanda). Quem não puder ir ao evento, mas que queira apoiar Thodoris Sipsas e outros lutadores sob alvo do Estado grego, pode transferir dinheiro para a conta bancária da AGA (Grupo Anarquista de Amsterdão) com a descrição “benefício da Solidariedade”: rekeningnummer: NL28 INGB 0006 436436

Mais informações: AGA e IndymediaNL

Amsterdão: Evento de Contra Info no Joe’s Garage, em solidariedade com os lutadores anarquistas nas prisões gregas

soli-event
Evento em solidariedade com os/as lutadores/as anarquistas nas prisões gregas. Encontro informativo com compas de contrainfo.espiv.net. Comida+donativos livres. Joe’s garage pretoriusstraat, 43, ámsterdam.
12 de abril às 19:00

No contexto da luta diária contra o existente e tendo como objectivo a difusão da solidariedade de facto com os/as anarquistas presos/as nas masmorras gregas, membros da rede contra-informativa Contra Info levarão a cabo uma série de eventos em várias cidades europeias, difundindo informação de casos de compas presos/as.

Queremos que estes encontros se convertam numa oportunidade para reforçar a infra-estrutura antagónica de contra- informação, para ampliar e multiplicar os gestos solidários com os/as nossos/as irmãos/irmãs que se encontram atrás das grades e promover a acção directa e a praxis subversiva.

Na sexta-feira, 12 de abril de 2013, encontrar-nos-emos no Joe’s Garage em Amsterdão. Haverá jantar vegano às 19:00 e, às 20:00, começar-se-à a conversa. Esperamos ver-vos ali e convidamos-los a compartilhar as vossas ideias para seencontrar uma perspectiva comum com vista à destruição de todas as prisões e do sistema que as mantém..

Estejam atentos a futuros eventos noutras cidades europeias.

SOLIDARIEDADE COM OS/AS PRESOS/AS ANARQUISTAS EM TODO O MUNDO!

mais info: 1, 2

Amsterdão, Holanda: Ação de solidariedade com a Anarquista presa Stella Antoniou

A 6 de abril, um grupo de compas colocou uma faixa no centro da cidade de Amesterdão, exigindo a libertação IMEDIATA de Stella Antoniou e solarizando-se com os presos políticos por todo o mundo. Para além disso distribuíram folhetos com extratos da carta de Stella. Cabe destacar-se que a faixa, dois dias depois da sua colocação ainda se mantém lá.

Solidariedade aos três grevistas da fome,
Sakkas, Karagiannidis, Mitroussias

Libertação IMEDIATA de Stella Antoniou

Grécia: Cartaz sobre a FAI/IRF

“NÃO DIGAM QUE SOMOS POUCOS”
[Excerto destacado por Lee Kwang Su, a partir da declaração da]
Federação Anarquista Informal italiana

Se os atos são as balas exteriores que dilaceram o cerne do mundo capitalista, então os fundamentos teóricos, pensamentos e emoções são as armas automáticas. Atos que não sejam acompanhadas pelos significados que os inspiram são momentos inconsistentes desprovidos da possibilidade de difusão e da apropriação, enquanto que os pensamentos e os atos não aplicadas na prática resultam em discussões tediosas de café e degeneram noutra farsa ideológica.

Sobre estas bases, os grupos e individualidades rebeldes comunicam os seus ataques formando a Federação Anarquista Informal/Frente Revolucionária Internacional (FAI/FRI). Esta é uma rede antiautoritária informal de grupos insurgentes e de individualidades autónomas que aplicam a ação direta e a sabotagem contra o Estado e o Capital, mas também a oposição conciente a qualquer relação de Poder que é inculcada em todos os sentidos na base da pirâmide social e traduzida na competição pequeno-burguesa e no desejo de posse. A FAI conecta os ataques e destruição na Itália, Grã-Bretanha, Rússia, Bélgica, Finlândia, Holanda, Chile, México, Argentina, Peru, Bolívia, Indonésia e Grécia, orquestrando a polifonia das explosões noturnas Revolucionárias da luta pela liberdade, com vista à unidade das aspirações revolucionárias COMUNS e da luta COMUM pela liberdade criando assim um oceano de dialéticas e de comunicação nas fileiras dos anarquistas de ação.

VIDA LONGA AO FAI/IRF, VIVA A ANARQUIA!